Greve dos camionistas

Setor dos lacticínios também pede serviços mínimos durante a greve

(Steven Governo / Global Imagens)
(Steven Governo / Global Imagens)

As empresas do setor mobilizam cerca de 5 milhões de litros de leite por dia.

A Associação Nacional dos Industriais de Laticínios (ANIL) manifestou-se esta sexta-feira “manifestamente preocupada” com o impacto e as consequências que a greve dos motoristas por tempo indeterminado pode ter sobre o sector dos laticínios.

“Desde logo porque afeta a indústria nas suas diferentes operações: recolha do leite, sua transformação com recurso ao gás ou ao combustível e distribuição do produto para o mercado”, frisou a ANIL.

A greve anunciada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo Sindicato Independente de Motoristas Mercadorias (SIMM) tem início previsto para 12 de agosto.

“Caso não sejam tomadas as devidas medidas, corre-se o risco de terem que se destruir milhões de litros de leito no campo, o que pode ser desastroso a nível ambiental”, avisa a associação, apelando para que o setor dos laticínios seja incluído “nas medidas a adotar pelo Governo, fixando os serviços mínimos e a requisição civil de motoristas”. As empresas do setor mobilizam cerca de 5 milhões de litros de leite por dia

“A greve anunciada poderá gerar elevados problemas ao sector, seja pelas dificuldades do levantamento de leite das explorações e do seu encaminhamento às unidades industriais, seja pela dificuldade realizar as diferentes operações de transformação, como a de fazer sair os produtos lácteos das fábricas e de os encaminhar para os circuitos comerciais”, anunciou a ANIL em comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Foto - Leonardo Negrao

Deco: seguros de saúde não cobrem coronavírus, seguros de vida sim

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Setor dos lacticínios também pede serviços mínimos durante a greve