Hotelaria

Só um em cada três portugueses viajou no verão passado

Portugueses viajaram mais em 2014 que no ano anterior
Portugueses viajaram mais em 2014 que no ano anterior

É no verão que os portugueses aproveitam para viajar, mas só um em cada três (30,1%) residentes o fez entre julho e setembro de 2014, de acordo com dados do INE. Ainda assim, foram mais do que no verão de 2013 (28,9%) e aumentaram as estadias de longa duração (2,1%) e as viagens ao estrangeiro (1,4%).

Neste caso, foi a motivação de negócios que impulsionou os valores (280 mil, mais 6,6%), visto que diminuíram 3,5% as viagens de férias (3,6 milhões) e foram menos 13,2% as deslocações para visitas a familiares e amigos (1,9 milhões). Também as dormidas em hotéis e similares aumentaram 3,7 pontos percentuais, enquanto diminuiu o peso das dormidas em alojamentos gratuitos (-5,1 pontos percentuais). Ainda assim, as estadias em alojamento particular gratuito valeram 65,7% do total das dormidas no verão passado.

Leia mais: Vão abrir 47 hotéis mas metade da oferta está por ocupar

Das 518 mil viagens ao estrangeiro registadas durante o verão passado, só 9,4% se realizaram por motivo de férias, tendo crescido o peso das viagens de negócios.

Na sequência desse aumento, o recurso ao transporte aéreo também subiu 17,2% (408,8 mil viagens), mas o automóvel continua a ser o meio preferencial de deslocação nas viagens da maioria dos portugueses.

Durante o verão passado, os portugueses realizaram 6 milhões de viagens, concentrando-se a maioria no mês de agosto. Mas, em 2014, o mês de julho foi o único do trimestre a registar um aumento das viagens (mais 1,3%).

As viagens de menor duração (até três noites) diminuíram 12,5%, enquanto de longa duração (de quatro ou mais noites) aumentaram 2,1%, criando um fenómeno que só tinha ocorrido no verão de 2009 e de 2011: houve mais estadias de maior duração do que de menor duração e tal ocorreu ao longo do mês de agosto.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Página inicial

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Centeno: Excedente reflete “dinâmica da economia e esforço de investimento”

Outros conteúdos GMG
Só um em cada três portugueses viajou no verão passado