BES

Sócios da KPMG que auditaram BES afastam-se da atividade

Fotografia: Fernando Fontes/Global Imagens
Fotografia: Fernando Fontes/Global Imagens

Revelação sobre os auditores do BES foi feita em comunicado da CMVM

Três sócios da auditora KPMG que fiscalizaram o antigo Banco Espírito Santo (BES) apresentaram pedidos para cancelar os seus registos junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), deixando de exercer atividade.

De acordo com um comunicado da CMVM, “Inês Viegas, Sílvia Gomes e Fernando Antunes, sócios da KPMG & Associados, Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, S.A. (“KPMG”), solicitaram o cancelamento dos respetivos registos para o exercício de funções de auditoria junto da CMVM”.

Segundo o regulador do mercado, “o referido pedido de cancelamento foi deferido pela CMVM e produz efeitos a partir da presente data”, o que significa que, “nos termos legais, os referidos sócios deixam de poder desempenhar as funções de auditoria, porque deixam de estar registados na CMVM”.

À parte deste comunicado, está a decorrer outro processo de contraordenação contra a KPMG. De acordo com o Jornal de Negócios em notícia do mês passado, o regulador do mercado de capitais já terminou a investigação em torno do que a auditoria tinha feito no BES até 2014 e conclui que houve erros na fiscalização.

A decisão final da CMVM, no entanto, será apenas conhecida depois da apresentação da defesa da KPMG e a multa pode chegar aos cinco milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
João Lousada no deserto de Omã como astronauta análogo, em 2018

João Lousada. Conheça o primeiro português a liderar a Estação Espacial

João Lousada no deserto de Omã como astronauta análogo, em 2018

João Lousada. Conheça o primeiro português a liderar a Estação Espacial

Fotografia: REUTERS/Henry Nicholls - RC122C9DD810

Cartas de Boris Johnson causam surpresa e perplexidade em Bruxelas

Outros conteúdos GMG
Sócios da KPMG que auditaram BES afastam-se da atividade