S&P: Aumentos consecutivos do salário mínimo não prejudicam competitividade

Os aumentos consecutivos do SMN em Portugal "não devem ter enfraquecido" a competitividade dos custos dos bens e serviços portugueses, diz a S&P.

A opinião da agência de 'rating' foi formulada no comunicado em que justificou a manutenção da sua nota e a melhoria da sua perspetiva da dívida pública portuguesa, em BBB- e de estável para positiva, respetivamente.

"Os aumentos consecutivos do salário mínimo, o mais recente dos quais em cerca de 4% em janeiro de 2018, acompanhados por medidas para compensar alguns dos custos adicionais para os empregadores, não devem ter enfraquecido a competitividade dos custos dos bens e serviços portugueses", especificou a agência de 'rating'.

Segundo a agência, "com uns estimados 14,1 euros em 2017 (dados do Eurostat), o custo horário do trabalho em Portugal está 47% abaixo da média da Zona Euro, excluindo agricultura e administração pública".

Para calcular este custo do trabalho, o Eurostat inclui salários e contribuições para a Segurança Social, custos com a formação profissional e outras despesas, como custos de recrutamento, despesas em vestuário de trabalho e taxas, e deduz subsídios.

Uma ameaça maior para as perspetivas económicas de Portugal a longo prazo vem do envelhecimento populacional, contrapôs a S&P.

Sobre a situação no imobiliário, a S&P alerta que os preços das casas estão 12% acima dos existentes há um ano e quase 15% em relação aos máximos registados antes da crise em 2008.

Este acentuado aumento dos preços é atribuído ao declínio acentuado nas taxas de juro, ao aumento continuado dos salários e rendimentos das famílias, aos desenvolvimentos no setor turístico, bem como ao interesse de investidores estrangeiros na obtenção de residência em Portugal.

A S&P divulgou também a sua posição sobre a consolidação orçamental, a propósito do que avançou não esperar qualquer mudança de política até às eleições legislativas de outubro de 2019 ou depois destas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de