Função Pública

STE pede aumentos de 2% para pensões e salários na função pública

Maria Helena Rodrigues, presidente do STE
Maria Helena Rodrigues, presidente do STE

A Frente Sindical integrada pelo Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado apresentou as suas reivindicações para 2018.

A Frente Sindical integrada pelo STE defende um aumento salarial de 2% para todos os trabalhadores da função pública que se encontram acima do 2º nível remuneratório e pede igual ordem de grandeza para a atualização das pensões em 2018.

Na sua proposta reivindicativa, apresentada esta segunda-feira, esta Frente Sindical (que integra o Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, os Sindicatos dos Enfermeiros e Independentemente dos Enfermeiros, o Sindicato dos Profissionais de Polícia e ainda o Sindicato dos Professores Licenciados), pede ainda uma atualização do subsídio de refeição para os 6 euros, sem sujeição a IRS e TSU.

Numa altura em que prossegue ainda o processo de análise de integração dos precários do Estado, o STE, liderado por Helena Rodrigues, defende a regularização de todas estas situações, “sem esquecer” os trabalhadores dos fundos operacionais.

À semelhança do que reivindica para a função pública, a Frente Sindical exige também uma atualização de 2% para as pensões, pede uma descida de 3,5% para 2,5% nos descontos para a ADSE e ainda a revisão das carreiras.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Empresas com quebras de 25% vão poder pedir apoio à retoma

Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

“Temos de ser cuidadosos em relação à dívida, no longo prazo ela terá de descer”

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Governo aposta no clima e competências para recuperação – mas sem empréstimos

STE pede aumentos de 2% para pensões e salários na função pública