moeda virtual

Suécia decide nos próximos dois anos se lança moeda digital

Papa Francisco visitou a Suécia no final de outubro. Aqui é recebido por Stefan Lofven, primeiro-ministro sueco. (EPA/OSSERVATORE ROMANO)
Papa Francisco visitou a Suécia no final de outubro. Aqui é recebido por Stefan Lofven, primeiro-ministro sueco. (EPA/OSSERVATORE ROMANO)

O banco central sueco, Riksbank, já foi o primeiro do Mundo a avançar para a emissão de "dinheiro-papel", as notas, na década de 1660.

A Suécia vai analisar durante os próximos dois anos a hipótese de criar uma moeda digital chamada “ekrona”, no seguimento da quebra que tem registado na utilização do dinheiro físico. As moedas e as notas em circulação caíram 40% desde 2009.

A ideia foi confirmada por Cecilia Skingsley, do banco central sueco Riksbank, ao “Financial Times”, com a governadora a apontar para o aumento das compras online e da utilização de cartões de pagamento como a razão para o dinheiro físico estar, gradualmente, a desaparecer de circulação no país.

Foi esta a razão que levou o Riksbank a avançar para novas formas de emitir dinheiro. “Isto é tão revolucionário como o lançamento da nota há 300 anos. E o que implica para a estabilidade financeira e política? E como o fazemos? Um cartão recarregável, uma ‘app’ ou de qualquer outra forma?”

Mas as perguntas não se ficam por aqui, confessa. O rastreio e acompanhamento da divisa, o método de distribuição, os juros associados a este e-dinheiro… são muitas as questões e as ramificações por analisar ainda, disse Skingsley, que detalhou que o “ekrona” não substituirá o dinheiro físico, apenas coexistirá com o mesmo.

Caso avancem para a introdução do “ekrona”, os suecos deverão tornar-se na primeira entre as principais economias a oferecer aos consumidores acesso direito a uma moeda virtual emitida poe um banco central – o Riksbank já foi o primeiro a emitir notas, na década de 1660.

Além dos suecos, também o Reino Unido já admitiu estar a estudar a ideia de uma moeda virtual criada pelo próprio governo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Turistas passeiam na baixa de Quarteira dia 19 de março de 2020. (LUÍS FORRA/LUSA)

Desemprego no Algarve triplica em maio por quebras no turismo

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

OE Suplementar: Oposição levou 263 propostas a votação, passaram 35

O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Orçamento Suplementar em 5 minutos

Suécia decide nos próximos dois anos se lança moeda digital