Sumol/Compal e outras empresas querem reforçar presença na Argélia

Álvaro Santos Pereira
Álvaro Santos Pereira

O ministro da economia afirmou hoje em Almeirim que uma delegação do grupo Sumol/Compal se vai deslocar à Argélia com o objetivo de reforçar a sua presença no país, à semelhança de outras empresas.

“Ficou marcada para a terceira semana de abril a presença da Sumol/Compal na Argélia para tentar reforçar a sua presença. O ministério da indústria Argelino já manifestou todo o interesse em ajudar a empresa a reforçar a sua presença no país”, afirmou Álvaro Santos Pereira, no fim de uma visita à empresa.

O governante português foi acompanhado por uma comitiva de empresários argelinos, liderada pelo ministro da Indústria, Chérif Rahmani, com quem assinou da parte da manhã, em Lisboa, uma série de protocolos de cooperação económica entre os dois países.

A intenção dos dois governos, segundo o ministro português, “é conseguir concretizar projetos concretos”, como foi feito “há umas semanas no setor da construção de habitação”, acrescentando que, nos próximos tempos, os projetos com a Argélia “podem somar até 4 mil milhões de euros”.

No caso da Sumol/Compal, Álvaro Santos Pereira explicou que o grupo está a tentar reforçar a sua importância no país africano, enquanto outras empresas tentam aceder ao mercado argelino.

“Esta vista e a visita à tarde [à empresa INCOMPOL] são de empresas que ou já estão presentes ou estão prestes a entrar no mercado argelino. A Sumol/Compal é líder de mercado, está neste momento a entrar e o ministro veio cá para ver a qualidade dos produtos nacionais, e ficou impressionado”, destacou o ministro da economia, esperançado que a cooperação seja alargada a outras áreas e setores de negócios.

Quanto aos valores concretos que possam vir a estar envolvidos: “Tudo depende dos negócios que depois vão ser gerados. Estamos, neste momento, a estabelecer, através da parte institucional e das empresas, uma identificação das áreas onde existem interesse argelino e português, para podermos cooperar. Iremos anunciar algumas dessas parcerias e projetos em breve”, disse Álvaro Santos Pereira.

O ministro da Indústria da Argélia está em Lisboa com cerca de 50 empresas argelinas que se reuniram, de manhã, num Fórum Empresarial Portugal-Argélia. Depois da visita à empresa Sumol/Compal, os dois governantes vão à tarde visitar a empresa INCOMPOL – Indústria de Componentes, em Benavente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Trabalhadores da Autoeuropa pararam produção a 30 de agosto pela primeira vez na história da fábrica. Fotografia: JFS / Global Imagens

Autoeuropa. Guerra dos horários termina com pré-acordo

Armando Pereira, Cláudia Goya e Michel Combes

Altice “nega que Cláudia Goya esteja de saída”

Fotografia: Alvaro Isidoro/Global Imagens

Novo Banco com prejuízo de 419 milhões de euros até setembro

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Sumol/Compal e outras empresas querem reforçar presença na Argélia