Telecomunicações

Tarifas entre operadores de telecomunicações baixam 43%

Foto: Toby Melville/REUTERS
Foto: Toby Melville/REUTERS

O regulador quer “corrigir distorções na concorrência que penalizam o mercado. Nos aprova decisão, mas a Meo está contra. Vodafone analisa a situação.

A Anacom quer que os operadores cortem em 43% o preço grossista das terminações das chamadas em redes móveis. A partir de julho, os operadores terão de descer de 0,75 euros para 0,43 euros/por minuto, o valor que cobram a outros operadores para estabelecer a ligação com a sua rede. A Nos considera a decisão “positiva”, já o maior operador móvel nacional, o Meo que “é prejudicial ao mercado nacional, concretamente para o cliente, para o qual, não são esperados quaisquer benefícios”. A Vodafone está a analisar a decisão.

O regulador quer “corrigir distorções na concorrência que penalizam o mercado, em particular os operadores de menor dimensão”. A descida do preços das terminações móveis reduz o efeito de rede, já que não penaliza o operador com um custo pela realização de chamadas fora da sua rede. “A descida dos preços das terminações permite uma redução do esforço financeiro suportado pelos operadores de menor dimensão que assim poderão melhorar a sua capacidade competitiva e tornar-se mais atrativos, podendo daqui decorrer benefícios para os consumidores em geral”, diz regulador. “A partir de 1 de julho de 2019, o preço corresponderá ao valor de 0,41 cêntimos de euros, atualizado pelos dados da inflação, e a partir de 1 de julho de 2020 será de 0,36 cêntimos de euro”.

Uma decisão prejudicial, diz o Meo. “Há muitos anos que se tornaram normais os tarifários que não distinguem o preço das chamadas consoante a rede de destino, pelo que esta nova descida não terá impactos a esse nível”, diz. Portugal será o segundo país da UE com as terminações móveis mais baixas, penalizando-o face a outros países e, sobretudo, Espanha e Alemanha. “As terminações destes dois países já hoje são cerca de 40% superiores às de Portugal, diferença que aumentará para cerca de 150% com o valor agora proposto pela Anacom”, alertam

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Vieira da Silva  (A. LOPES/LUSA)

Percentagem de trabalhadores com salário mínimo recuou no 2º trimestre

A presidente do Conselho das Finanças Públicas (CFP), Teodora Cardoso. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Teodora Cardoso acusa Centeno de “falta de transparência” no orçamento

Dominic Raab, secretário de Estado para a saída da União Europeia, à direita. Londres, 13 de novembro de 2018. EPA/NEIL HALL

Brexit: Reino Unido e UE chegam finalmente a acordo

Outros conteúdos GMG
Tarifas entre operadores de telecomunicações baixam 43%