Desemprego

Taxa de desemprego cai para 7,8% em fevereiro

Diminuição do proteção do emprego não diminuiu desemprego

A taxa de desemprego terá caído para os 7,8% em fevereiro, segundo indica a estimativa provisória do Instituto Nacional de Estatística.

Portugal tinha 406,8 mil desempregados em fevereiro, o que traduz um decréscimo de 2,6 mil pessoas face ao mês anterior. A confirmarem-se os dados provisórios divulgados esta terça-feira pelo INE, a taxa de desemprego terá ficado nos 7,8% em fevereiro, evidenciando uma quebra de 0,1 pontos percentuais em relação a janeiro.

O INE confirmou ainda que a taxa de desemprego (dados definitivos) ficou em janeiro nos 7,9%, refletindo uma diminuição de 0,1 pp em relação ao fecho de 2017 e de 2,2 pp em termos homólogos. Desde julho de 2004 que Portugal não registava uma taxa tão baixa.

De acordo com a autoridade estatística nacional, o número de desempregados em janeiro foi de 409,4 mil. São menos 3 mil do que em dezembro e esta quebra foi transversal às várias faixas etárias, ou seja, reflete uma quebra entre o desemprego jovem (15-24 anos) e entre a população ativa dos 25 aos 74 anos.

Do lado da população empregada, o INE estima que tenham aumentado 0,1% em janeiro para as 4 777 mil pessoas, por comparação com os dados observados em dezembro de 2017. Já em termos homólogo, há a registar um acréscimo de 167,8 mil pessoas com trabalho.

Em fevereiro, apesar da descida da taxa de desemprego, o mesmo não se terá verificado em relação à população empregada, com o INE a avançar com um decréscimo de 2,4 mil pessoas face a janeiro.

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

CMVM: acesso da CTG a informação na EDP é questão societária

Vieira da Silva, ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social.  Foto: Tiago Petinga/LUSA

Governo aprova aumento extraordinário para 1,6 milhões de pensionistas

Mário Centeno com Pierre Moscovici, comissário europeu da Economia. Fotografia: REUTERS/François Lenoir

Bruxelas quer despesa a travar a fundo no orçamento de 2019

Outros conteúdos GMG
Taxa de desemprego cai para 7,8% em fevereiro