INE

Taxa de desemprego desce em julho para 6,5%, emprego mantém subida

desemprego Marcos Borga Lusa
Foto: D.R.

Num dos meses tradicionalmente marcados por maior dinamismo sazonal no mercado de trabalho, a taxa de emprego deverá ter subido aos 62,3%.

A taxa de desemprego terá em julho voltado aos 6,5%, menos 0,1 pontos percentuais do que o valor do mês anterior, segundo as estimativas mensais de emprego e desemprego publicadas esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística.

A taxa de desemprego mensal não era tão baixa desde março, tendo-se mantido nos 6,6% nos meses seguintes até julho.

Já a taxa de desemprego jovem, pelo contrário, subiu em julho para os 19,3%, aumentando 0,7 pontos percentuais face ao mês anterior, aponta o INE.

Num dos meses tradicionalmente marcados por maior dinamismo sazonal no mercado de trabalho, a taxa de emprego deverá ter subido aos 62,3%, com mais 9300 trabalhadores ativos que no mês anterior (mais 0,2%). Por comparação com o mesmo período do ano passado, também, há uma melhoria de 0,7%, com mais 33.300 indivíduos no emprego.

Ao todo, julho registará, na estimativa do INE, mais de 4,8 milhões de indivíduos empregados. Já a população desempregada andará na ordem dos 336,8 mil indivíduos, menos 1,8 mil pessoas que no mês anterior, e menos 15,9 mil pessoas do que no mesmo mês do ano passado.

Os dados hoje publicados pelo INE reveem em baixa a taxa de desemprego de junho, dos 6,7% para 6,6%, face à estimativa provisória lançada no mês passado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
2. Os telemóveis desvalorizam até 78% do investimento num ano

Burlas com SMS custam um milhão por ano aos consumidores

Ana Jacinto, secretária-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) antes de uma entrevista, esta manhã nos estúdios TSF.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Ana Jacinto. Hotelaria e restauração precisam de mais de 40 mil trabalhadores

Austin, EUA

Conheça o ranking das cidades mais desejadas pelos millennials em 2020

Taxa de desemprego desce em julho para 6,5%, emprego mantém subida