crédito à habitação

Taxa de juro no crédito à habitação sobe pelo quinto mês consecutivo

Fotografia: Joao Silva/ Global Imagens
Fotografia: Joao Silva/ Global Imagens

Nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida nos contratos celebrados superou pela primeira vez os 100 mil euros.

A taxa de juro implícita nos contratos de crédito à habitação voltaram a subir, passando dos 1,066% em março para os 1,073% em abril, segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), esta terça-feira, mantendo a tendência pelo quinto mês consecutivos.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro subiu de 1,396% para 1,411% e o valor médio da prestação subiu 12 euros.

“Para o destino de financiamento Aquisição de Habitação, o mais relevante no conjunto do crédito à habitação, a taxa de juro implícita para o total dos contratos subiu 0,6 p.b., para 1,095%. Nos contratos celebrados nos últimos 3 meses, a taxa de juro para este destino de financiamento subiu 2,3 p.b. em abril, para 1,405%”, indica o INE.

A prestação média vencida subiu um euro, para 246 euros. Deste calor, 47 euros correspondem ao pagamento de juros e 199 euros a capital amortizado.

Em abril, o capital médio em dívida subiu 77 euros, fixando-se nos 52.686 euros. No que diz respeito aos contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida superou pela primeira vez os 100 mil euros, atingindo os 100.891 euros, um aumento de 2.563 euros face a março.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP sem contrato com Estado só tem dinheiro até junho

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

Taxa de juro no crédito à habitação sobe pelo quinto mês consecutivo