Turismo

Confederação do Turismo prepara-se para combater taxas de dormida

Torre de Belém, Lisboa

Aveiro, Lisboa e agora Vila Real de Santo António. Os municípios estão a repetir a fórmula aplicada lá fora e a cobrar 1 ou mais euros por noite.

A Confederação do Turismo considera que a cobrança de taxas extraordinárias sobre cada noite passada numa cidade ameaçam a competitividade do setor e, no limite, afastam o interesse dos que visitam Portugal. Desta forma, promete combater a sua cobrança nas várias cidades onde já foi introduzida.

“As taxas turísticas configuram mais um imposto, aplicado unilateralmente e sem contrapartida direta”, afirma em comunicado Francisco Calheiros, esclarecendo que vai “desenvolver todos os esforços no sentido de impedir a aplicação desta taxa nos municípios portugueses”.

Lisboa e Aveiro já cobram uma taxa sobre cada dormida de cada passageiro sendo esta taxa cobrada, inclusivamente, nos estabelecimentos de alojamento temporário. Vila Real de Santo António também anunciou este mês que irá passar a cobrar um fee por cada pernoita.

Como funciona a taxa aplicada em Lisboa?

A CTP assume que este tipo de contribuições “configura mais um imposto que em nada beneficia o desenvolvimento da atividade turística do nosso país”, representando “uma ameaça à competitividade e sustentabilidade do setor”.

“Todos os agentes envolvidos no setor do turismo devem estar concentrados na criação de condições facilitadoras e atrativas para as empresas e para os turistas que nos visitam e não em medidas que aumentem a pressão sobre os preços de alojamento”, diz a confederação patronal liderada por Francisco Calheiros.

A taxa turística ou de dormida é praticada em outras cidades europeias com grande fluxo de turistas. É o caso, por exemplo, de Veneza onde cada dormida pode custar cinco euros; da Áustria onde são mais 40 por causa do ambiente; ou do México onde no regresso são cobrados 20 euros em dinheiro vivo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Confederação do Turismo prepara-se para combater taxas de dormida