Tecnologia

Stamina, o robô que vai revolucionar a indústria automóvel fala português

A carregar player...

Robô que vai revolucionar a indústria automóvel europeia tem tecnologia portuguesa, desenvolvia pelo INESC TEC

O primeiro robô manipulador móvel a desenvolver operações de picking na indústria automóvel tem tecnologia portuguesa, desenvolvida no Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores (INESC TEC), e tem o nome de Stamina.

De acordo com a informação dos técnicos do INESC TEC, “até ao momento o manuseamento de peças neste setor era um problema difícil com níveis de automação abaixo dos 30%”, o projeto europeu Stamina vem resolver essas questões.

O Stamina é um sistema robótico com sensorização avançada, planeamento, manuseamento de peças e navegação autónoma e integração no sistema de execução de produção da fábrica.

O maior problema dos robôs atuais, é que, operam apenas em ambientes onde tudo tenha uma ordem específica e, por isso, ficam desorientados quando algo sai da norma, para além de que cada vez que um produto é alterado numa fábrica, os robôs precisam de ser reprogramados, tarefa morosa e cara.

Para responder a este problema, as Universidades de Aalborg (Dinamarca), Freiburg (Alemanha), Bonn (Alemanha) e Heriot-Watt (Escócia), a BA Systèmes (França), PS Peugeot Citroen (França) e o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), em Portugal, estão prestes a conseguir resolver estas questões que tanto impacto têm nas estruturas das PME, com o projeto Stamina.

“Este projeto vai abrir novas oportunidades para as PME na área da indústria da produção. Os robôs inteligentes vão permitir às empresas uma atualização mais frequente dos seus produtos e uma capacidade de resposta maior às necessidades dos consumidores, oferecendo produtos customizados sem ser necessário um aumento de preço. As tarefas de montagem final no setor automóvel têm um nível de automação baixo, pelo que o aumento da sua produtividade é uma necessidade na manutenção destes setores na Europa”, explica Germano Veiga, investigador do Centro de Robótica Industrial e Sistemas Inteligentes do INESC TEC.

O Stamina vai ser apresentado entre 21 e 24 de junho na maior feira de robótica industrial, a Automatica, que vai decorrer em Munique.

O projeto Stamina termina em março de 2017 e é financiado pelo 7º Programa-Quadro da União Europeia. As sete instituições juntaram-se em 2013, num projeto europeu de 5 milhões de euros, para desenvolver robôs inteligentes que possam ir onde for necessário e reagir a alterações que não estão previstas, operando em ambientes não estruturados.

Os robôs utilizam câmaras e lasers para “ver” o caminho e o braço robótico que têm pode ser utilizado para uma grande diversidade de tarefas de manuseamento. Para além destas questões, os robôs podem ainda ser programados e controlados mesmo por pessoas sem experiência na área da robótica.

Para além do Stamina, o INESC TEC vai ainda apresentar na Automatica mais dois robôs do projeto europeu SMERobotics, juntamente com mais duas empresas portuguesas, SARKKIS Robotics e NORFER, onde vai ser feita a demonstração de uma aplicação de soldadura de componentes de mecânica estrutural.

O projeto SMERobotics enquadra-se na Iniciativa Robótica Europeia para o Fortalecimento da Competitiva das PME na Indústria de Produção e tem como objetivo concretizar a robótica cognitiva num segmento chave para a Europa, a Indústria de Produção. Este projeto é também financiado pelo 7º Programa-Quadro da União Europeia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(PAULO CUNHA/LUSA)

Costa espera ser primeiro-ministro 12 anos e dar início à regionalização

O novo primeiro-ministro, António Costa. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

OE2020: Costa anuncia reforço de incentivos ao arrendamento acessível

Alexandra Leitão, ministra da Administração Pública. Fotografia: António Pedro Santos/Lusa

Funcionários mais antigos podem perder dias de férias com baixas prolongadas

Outros conteúdos GMG
Stamina, o robô que vai revolucionar a indústria automóvel fala português