Teletrabalho mantém-se obrigatório durante o mês de maio

O Governo aprovou hoje em Conselho de Ministros o calendário para a reabertura gradual da economia.

O ministro da Economia confirmou esta quinta-feira que o teletrabalho vai manter-se como regime obrigatório durante o mês de maio para os casos em que tal seja possível.

Pedro Siza Vieira indicou, no Parlamento, que o levantamento das restrições "é o primeiro passo de regresso à normalidade", apontando para que o desconfinamento seja feito por etapas, de 15 em 15 dias.

"Já no próximo dia 04 de maio os portugueses continuarão a manter um dever cívico de recolhimento que implica que as nossas deslocações devam ser limitadas ao conjunto de atividades que nesta nova fase serão reconhecidas", começou por afirmar o ministro da Economia.

"Iremos permitir a reabertura do comércio a retalho e dos estabelecimentos de prestação de serviços com área até 200 metros quadrados e acesso direto para a rua. Iremos também permitir a abertura de livrarias, stands de automóveis e barbearias e dos cabeleireiros. Manteremos durante todo o mês de meio a obrigatoriedade de teletrabalho", apontou Siza Vieira, um regime que será levantado gradualmente em junho se "as condições o permitirem".

Nos transportes públicos - com capacidade limitada -, vai ser obrigatório o uso de máscaras, o mesmo de aplica para os locais de trabalho onde tal se justifique, como os espaços comerciais.

Os serviços públicos dedicados também vão reabrir no dia 04 de maio, mas só no final do mês será avaliada a possibilidade para a reabertura das lojas do cidadão.

Quanto a cafés e restaurantes, na segunda quinzena de maio vai ser avaliada a sua reabertura terão uma lotação máxima de 50% e cuidados especiais para os consumidores. Nesse período vai ser permitida a reabertura dos espaços comerciais até 400 metros quadrados e até ao final do mês, os centros comerciais.

De acordo com o ministro da Economia, as escolas abrem para o 11º e 12º anos a partir do dia 18 de maio. As creches também abrem nesse dia, sendo que o apoio social às famílias se mantém até ao final do mês. A partir de 01 de junho abrirá o pré-escolar.

Na segunda-feira, dia 04 de maio, abrem também as bibliotecas e arquivos. No dia 18 de maio os museus, monumentos públicos e galerias de arte e no final do mês os cinemas, teatros, auditórios e salas de espetáculo com limite à lotação.

A prática de desporto individual ao ar livre é permitida já a partir do dia 04 e no final do mês será retomada a competição profissional da I Liga de futebol.

Em atualização

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de