Reino Unido

Temperaturas altas perturbam comboios e voos no Reino Unido

Um visor indica 42º numa farmácia em Bruxelas, capital da Bélgica. 25 de Julho de 2019. REUTERS/Yves Herman
Um visor indica 42º numa farmácia em Bruxelas, capital da Bélgica. 25 de Julho de 2019. REUTERS/Yves Herman

Nos últimos dias, a Europa tem registado temperaturas recorde. Inglaterra teve o dia mais quente de sempre, com 38,1 graus centígrados em Cambridge.

Alguns serviços ferroviários e aéreos estão ainda esta sexta-feira a sofrer perturbações devido às temperaturas recorde de quinta-feira no Reino Unido, que ultrapassaram os 38 graus centígrados.

Algumas linhas ferroviárias internas continuam afetadas por problemas com os cabos eletrificados ou limitações impostas sobre a velocidade devido ao risco de sobreaquecimento dos carris, que também afetaram os comboios do Eurostar para Bruxelas.

Vários aeroportos da capital, nomeadamente Heathrow, que assegura muitas das ligações com Portugal, indicaram estar a registar atrasos ou cancelamentos de voos.

O instituto meteorológico britânico confirmou que o país registou na quinta-feira a mais alta temperatura de sempre no mês de julho, 38,1 graus centígrados em Cambridge.

A temperatura mais alta de sempre no Reino Unido foi registada em agosto de 2003, quando os termómetros subiram aos 38,5 graus centígrados.

As previsões meteorológicas para esta sexta-feira e para os próximos dias são de temperaturas entre os 21 a 28 graus centígrados e aguaceiros em muitas partes do país.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Temperaturas altas perturbam comboios e voos no Reino Unido