Coronavírus

Toyota prolonga encerramento de fábricas na China por causa do coronavírus

EPA/EVERETT KENNEDY BROWN
EPA/EVERETT KENNEDY BROWN

As três fábricas da Toyota na China tinham sido encerradas na semana passada devido aos feriados e festejos do Ano Novo Chinês.

A empresa japonesa Toyota anunciou hoje que vai prolongar a suspensão da produção nas suas três fábricas na China até 09 de fevereiro na sequência da crise causado pelo coronavírus, que já provocou mais de 130 mortos.

“Vamos monitorizar a situação e tomar uma nova decisão” após esta data”, disse um porta-voz do grupo à agência de notícia France Presse.

As três fábricas da Toyota na China tinham sido encerradas na semana passada devido aos feriados e festejos do Ano Novo Chinês.

As autoridades de saúde chinesas anunciaram 5.974 casos confirmados de contaminação na China continental, mais 1.400 em relação a terça-feira, e elevaram o número de mortes para 132.

Na Alemanha as autoridades de saúde confirmaram mais três casos de contágio pelo novo coronavírus (2019-nCoV) detetado na China, aumentando para quatro o número de contagiados naquele país. A Alemanha é o segundo país na Europa afetado pelo surto, depois de França.

Além do território continental da China, de França e Alemanha, também foram reportados casos de infeção em Macau, Hong Kong, Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, Austrália e Canadá.

Os sintomas associados à infeção causada pelo coronavírus com o nome provisório de 2019-nCoV são mais intensos do que uma gripe e incluem febre, dor, mal-estar geral e dificuldades respiratórias, como falta de ar.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

Toyota prolonga encerramento de fábricas na China por causa do coronavírus