transportes

Trabalhadores das mercadorias ponderam avançar com pré-aviso de greve

Transporte de mercadorias

Decisão está dependente da resposta da Antram à propost que vai ser entregue no dia 5 de janeiro.

Os funcionários do setor das mercadorias ponderam avançar com um pré-aviso de greve, caso não vejam as suas condições de trabalho melhoradas.

Luís Venâncio, representante da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS) adiantou à Lusa que será entregue, no dia 5 de janeiro, à Associação Nacional de Transportes Públicos, Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) a proposta dos trabalhadores, sublinhando que, consoante a resposta da entidade, poderá ser enviado um pré-aviso de greve.

“As condições de trabalho têm-se vindo a degradar, não são discutidas há 20 anos”, sublinhou.

Segundo Luís Venâncio, em causa está ainda um conjunto de práticas que “deve ser erradicado”, entre elas, pagamentos ilegais.

Contactada pela Lusa, a ANTRAM disse que não comentava o processo, pelo menos, até ser formalmente informada sobre o conteúdo e decisões do plenário de trabalhadores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (C), acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina (D), pelo ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Campos Fernandes (E), após o ato público de assinatura dos contratos para a redução tarifária nos transportes públicos na área metropolitana de Lisboa, na Gare do Oriente, em Lisboa, 18 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Cinco regiões só terão passes mais baratos em maio

fake-1909821_1920

Fake news. Portugal no top 10 da UE com mais contas bloqueadas pela Google

REUTERS/Rafael Marchante

CTT propõe aumentos até 0,4%. CEO recupera 25% do salário

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Trabalhadores das mercadorias ponderam avançar com pré-aviso de greve