Trabalhadores informais com apoios pendentes de julho e agosto

A Segurança Social ainda não terá pago os apoios excecionais aos trabalhadores informais com quebra de atividade no verão, noticia o Público. Governo confirma atraso nos pagamentos.

Na edição desta quinta, o Público avança que há trabalhadores informais que tiveram quebra de atividade no verão que ainda não receberam os apoios de julho e agosto.

Este apoio, fixo nos 438,31 euros, foi anunciado em junho, com o intuito de auxiliar quem foi excluído das medidas anteriormente anunciadas. Segundo o jornal, estarão atrasadas as prestações relativas a julho, agosto e setembro.

O Governo confirma estes atrasos no apoio destinado aos trabalhadores sem contribuições sociais, justificando com motivos de atrasos operacionais.

O secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, indicou em entrevista ao Público e à Renascença que estarão em causa atrasos a "dez mil cidadãos" que pediram este apoio. O governante diz ainda estar "convencido de que essa prestação será paga nos próximos tempos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de