Comércio internacional

Trump e Trudeau conversam sobre acordo comercial

Donald Trump e Justin Trudeau. Fotografia: REUTERS/Leah Millis/File Photo
Donald Trump e Justin Trudeau. Fotografia: REUTERS/Leah Millis/File Photo

O primeiro-ministro do Canadá e o presidente norte-americano conversaram sobre a renegociação do Acordo de Livre Comércio da América do Norte.

O primeiro-ministro do Canadá e o Presidente norte-americano conversaram, na segunda-feira, após o anúncio de um acordo entre Washington e o México sobre a renegociação do Acordo de Livre Comércio da América do Norte.

“O primeiro-ministro realizou hoje uma conversa construtiva com o Presidente Donald Trump sobre o Acordo de Livre Comércio da América do Norte [NAFTA, sigla em inglês]”, informou o gabinete de Justin Trudeau em comunicado.

“Os líderes acolheram favoravelmente os progressos realizados no quadro das discussões com o México e esperam com interesse que as suas equipas continuem as negociações esta semana, com vista a levá-las a cabo”, lê-se na nota.

Na segunda-feira, Donald Trump anunciou, a partir do Salão Oval da Casa Branca, a conclusão de “um bom acordo” comercial com o México, no quadro da revisão do NAFTA, tratado comercial integrado pelo México, Canadá e Estados Unidos desde 1994.

O Canadá não participou nesta fase de negociações. O executivo canadiano assumiu que preferia juntar-se à mesa de discussões após a resolução dos diferendos que separavam os Estados Unidos e o México.

Otava vai agora regressar à mesa de negociações. Imediatamente após este anúncio, a ministra dos Negócios Estrangeiros do Canadá, Chrystia Freeland, disse que estaria de volta a Washington na terça-feira “para continuar as negociações”, em curso há um ano, interrompendo a viagem diplomática que havia começado pela Europa.

Desde que chegou à Casa Branca, em janeiro de 2017, Trump caracterizou o NAFTA como um acordo “desastroso” para os Estados Unidos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

EDP. (REUTERS/Eloy Alonso)

Concorrência condena EDP Produção a multa de 48 milhões

Outros conteúdos GMG
Trump e Trudeau conversam sobre acordo comercial