Trump quer exclusivo de vacina contra coronavírus

Presidente dos EUA está a tentar garantir, com elevados incentivos, o direito exclusivo de uma vacina na qual trabalha um laboratório alemão.

Donald Trump, o presidente dos EUA, está a tentar, com elevados incentivos económicos, garantir para os Estados Unidos o direito exclusivo de uma potencial vacina contra o coronavírus, na qual trabalha um laboratório alemão, noticia hoje o Welt am Sonntag.

Segundo o semanário, trata-se da empresa CureVac, com sede na cidade de Tubinga (Sul), que, em colaboração com o Instituto Paul Ehrlich para Vacinas e Medicamentos Biomédicos, está a trabalhar na elaboração de uma possível vacina.

O jornal assegura que representantes do executivo germânico estão a negociar agora com a CureVac para evitar que Trump fique com os direitos exclusivos de uma potencial vacina.

Trump está a fazer tudo o que é possível para conseguir uma vacina para os Estados Unidos, "mas precisamente só para os Estados Unidos", escreve o dominical, citando fontes próximas do executivo alemão.

O governo alemão está "muito interessado em que se desenvolvam vacinas e princípios ativos contra o novo coronavírus também na Alemanha e na Europa", confirmou um porta-voz do Ministério da Saúde ao Welt an Sonntag, sublinhando, neste sentido, que o executivo mantém intensas conversações com a empresa CureVac.

A empresa recusou fazer declarações sobre esta suposta "indireta, mas manifesta, disputa comercial".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de