Turismo

Turismo do Centro promove Serra da Estrela no Brasil e Alemanha

Pousada da juventude de Penhas da Saúde, na Serra da Estrela
Pousada da juventude de Penhas da Saúde, na Serra da Estrela

Cultura, gastronomia, património e natureza são algumas das mais-valias para atrair turistas à região

O presidente da Turismo Centro Portugal, Pedro Machado, anunciou esta sexta-feira que esta entidade está a promover o destino “Serra da Estrela” no Brasil e na Alemanha, através de duas publicações recentemente editadas e que já estão a ser distribuídas.

“Dizemos ao mercado brasileiro que a maior atração de Portugal está na Serra da Estrela e no mercado alemão atrevemo-nos a desafiar os alemães a virem conhecer a Serra da Estrela com base na história dos lanifícios e do caminho que o burel está hoje a percorrer por força da inovação”, resumiu Pedro Machado.

Este responsável falava na apresentação das novidades previstas para a campanha de inverno de 2016/2017 na estância de esqui da Serra da Estrela e cujo evento de abertura conta com a parceria da Turismo do Centro.

Sublinhando a importância de se definirem estratégias integradas, Pedro Machado explicou que estas campanhas pretendem, na medida das competências desta entidade, acompanhar os esforços dos privados no sentido de contribuir para o constante aumento da procura do território.

Segundo explicou, a campanha para o mercado brasileiro tem como base a edição de setembro da revista TAP Portugal, que está a ser distribuída nos voos do mercado brasileiro e cuja capa diz que a maior atração de Portugal está na Serra da Estrela.

Pedro Machado lembrou que a juntar à afinidade linguística e à assiduidade aérea – que já contribuem para atrair turistas brasileiros -, a região soma ainda um conjunto de outros fatores que têm de ser potenciados, como a neve na Serra da Estrela ou a proximidade com Belmonte, terra natal de Pedro Álvares Cabral.

Além da aposta no Brasil e na Alemanha, a Turismo do Centro não esquece a importância dos mercados espanhol e francês e também mantém as ações e o empenho para aumentar a captação de públicos portugueses, assegurou Pedro Machado.

“Temos a cultura, a gastronomia, o património e a natureza, entre outros aspetos, que nos fazem muito competitivos, quer no mercado interno quer na internacionalização”, salientou.

A estas características, defendeu, devem ainda juntar-se as mensagens de novidade, contemporaneidade e modernidade.

“A aposta na Serra da Estrela é uma aposta clarinha, é uma aposta reforçada e uma aposta que nós acreditamos que nos pode ajudar a posicionar o destino Centro de Portugal (entre os pares) como o único destino português que tem duas épocas altas no ano”, reiterou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(REUTERS/Willy Kurniawan)

98% dos carros feitos na Europa têm peças made in Portugal

Fotografia: Sara Matos/ Global Imagens.

Devolução das multas da ViaCTT chega hoje às contas

Bankinter

Bankinter atinge lucro recorde de 526 milhões em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Turismo do Centro promove Serra da Estrela no Brasil e Alemanha