Crise na Turquia

Turquia já é o 13º maior fornecedor de Portugal

Fotografia: REUTERS/Muyu Xu
Fotografia: REUTERS/Muyu Xu

As importações de bens da Turquia dispararam 19,4% no primeiro semestre de 2018 para 440 milhões de euros.

As importações de bens da Turquia dispararam 19,4% no primeiro semestre de 2018, tornando aquele país no 13º maior fornecedor de Portugal.

Em 2017, a Turquia ocupava a 14ª posição no ranking de fornecedores de bens a Portugal. Um ano antes, era o 16º maior fornecedor, segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

A moeda turca afundou esta sexta-feira 18% para um mínimo histórico face ao dólar depois dos Estados Unidos terem anunciado a duplicação das tarifas sobre metais provenientes da Turquia. Receios de que a crise turca alastre a outras economias penalizaram hoje os mercados acionistas e outras moedas, incluindo o euro, que desceu ao valor mais baixo em mais de um ano contra o dólar.

Entre janeiro e junho deste ano, Portugal importou da Turquia bens no valor de 440 milhões de euros na primeira metade desde ano, face a 368,6 milhões de euros em igual período de 2017.

Um quarto das compras feitas à Turquia corresponde a bens da categoria de veículos e tratores, 13,9% diz respeito a importações de ferro fundido, ferro e aço e 12% é a relativo a algodão.

Como comprador, a Turquia tem vindo a perder lugares no ranking dos principais destinos das exportações portuguesas e ocupa agora a 20ª posição. Portugal exportou 202,5 milhões de euros nos primeiros seis meses deste ano, mais 3,9% do que em igual período do ano passado. Em 2017, a Turquia foi o 19º maior comprador.

O saldo da balança comercial de bens entre Portugal e a Turquia tem vindo a acentuar a tendência de um valor negativo. Em 2017, Portugal importou 663,6 milhões de euros daquele mercado e exportou 388,7 milhões de euros, resultado num défice comercial de 274,9 milhões de euros.

Papel e cartão e pasta de papel é a categoria que lidera nas exportações portuguesas de bens para o mercado turco, correspondendo a 17% do total de bens exportados para aquele destino, seguida de máquinas e material elétrico, pastas de madeira, combustíveis minerais e plásticos.

Na lista das maiores exportadoras para a Turquia estão a Navigator (Portucel), a Celbi, a Bosh, a Continental Mabor, a Petrogal, a Fisipe, a Yazaki Saltano de Ovar, a TMG e a Fapricela.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Partido Social Democrata, Rui Rio. JOSÉ COELHO/LUSA

Rui Rio vai propor ao PSD que chumbe o orçamento

Amoreira Óbidos

Espanha desapareceu do mapa e França descobriu o velho oeste português

António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

EDP quer exportar tecnologia do maior parque eólico flutuante do mundo

Outros conteúdos GMG
Turquia já é o 13º maior fornecedor de Portugal