Tecnologia

Uber Eats já está a testar entrega de comida com drones

uber eats

Companhia está a realizar os primeiros testes com pedidos do Mc Donald's em San Diego, nos Estados Unidos.

A Uber está a testar o seu serviço de entrega de refeições com drones em San Diego, nos Estados Unidos, e espera lançar o serviço ainda este ano.

A tecnológica está a conduzir os primeiros testes na cidade do sul da Califórnia com o McDonald’s, um dos maiores parceiros da Uber Eats, avança o Financial Times. A Uber espera contar com mais restaurantes no seu programa de drones até ao final do ano. O anúncio foi feito durante a conferência Uber Elevate, que se realiza durante estes dias em Washington.

A empresa norte-americana é a última tecnológica a revelar as suas ambições de fazer entregas com recurso a aeronaves sem tripulação. Na semana passada, a Amazon testou as entregas com drones, afirmando que iria começar a adotar o processo dentro de alguns meses. No início do ano, a Alphabet’s Wing Aviation conseguiu a primeira aprovação da Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla inglesa)dos EUA para fazer entregas comerciais numa área limitada de Vírgina. E também a Wing está a desenvolver programas-piloto na Finlândia e na Austrália.

O objetivo das entregas através de drones, estratégia que requer bastante investimento, é tentar facilitar o processo de entrega, especialmente em cidades congestionadas pelo trânsito.

A entrega de comida é uma das áreas de maior crescimento do negócio da Uber, tendo alcançado três mil milhões de dólares no primeiro trimestre de 2019. Mas a acentuada concorrência nos EUA e noutros países estimulou a corrida no que toca ao tempo de entrega.

“O nosso objetivo é expandir as entregas com drones da Uber Eats de forma a que consigamos providenciar mais opções a mais pessoas através de um simples clique”, afirmou Luke Fischer, responsável pelas operações aéreas da Elevate.

Para já o serviço ainda tem dificuldades na logística de aterrar à porta do cliente. Em vez disso, o drone vai ao encontro de um mensageiro num local específico. Esse mensageiro, funciona como uma espécie de carteiro, que levará o pedido ao cliente. No futuro, a Uber espera que os drones sejam capazes de pousar em carros estacionados próximos dos destinos finais dos pedidos.

A Uber já recebeu a aprovação da FAA para testar o serviço em San Diego e afirma estar a trabalhar com o regulador com vista à aprovação total para o lançamento comercial.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: REUTERS/Paulo Whitaker

Bilhetes de avião 10% mais caros com imposto sobre companhias

Critina Ferreira na estreia de 'O Programa da Cristina, da SIC

SIC arranca com emissão de 30 milhões. O que deve saber antes de investir

Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia. Foto: REUTERS/Rafael Marchante

Governo lança empréstimo obrigacionista de 100 milhões para o turismo

Outros conteúdos GMG
Uber Eats já está a testar entrega de comida com drones