Ulrich: “Porque é que não se preocupa, por exemplo, com quanto ganha o treinador do Benfica?”

Fernando Ulrich, presidente do BPI
Fernando Ulrich, presidente do BPI

Fernando Ulrich lembrou hoje a deputada Ana Drago de que contribui para a redução do desemprego em Portugal e acrescentou que não sabe porque a deputada “se emociona tanto” com a sua remuneração. Para o banqueiro, Ana Drago aceita mais facilmente a remuneração “do treinador do Benfica” que a sua. A responder aos deputados na Comissão de Orçamento e Finanças, o presidente do BPI confirmou ainda o que já tinha dito há alguns meses à RTP: se pudesse acolhia 600 desempregados na instituição que lidera.

“Tenho os meus impostos em ordem e isto não é nenhuma graça a pessoas de quem sou amigo. Não percebo porque se emociona tanto com a minha remuneração. Porque é que não se preocupa, por exemplo, com quanto ganha o treinador do Benfica? Há muitas pessoas em Portugal que, e ainda bem, ganham tanto ou mais que eu”, garantiu. Jorge Jesus recebe cerca de quatro milhões de euros brutos por época (330 mil euros/mês).

Ulrich garantiu ainda que está a contribuir para a redução do desemprego em Portugal. “O problema é este: o desemprego aumenta continuamente, o que obviamente
me preocupa tanto a mim quanto a si, porque eu não sou menos pessoa humama nem
tenho menos sensibilidade que a senhora deputada”.

Agradecendo o tema, o presidente do BPI afirmou que “contrariamente à senhora deputada, eu tenho alguma experiência em criação de postos de trabalho e muitas pessoas valorizam a carreira que têm a meu comando”.

E justificou: “o problema das pessoas desempregadas é, além de não terem rendimento, estão fora do mercado. Perdem contactos e perdem valorização humana”.

Para o banqueiro “não é so com medidas macroeconómicas que vamos reduzir o desemprego”. Como explica, não são só as PME que têm capacidade para reduzir o desemprego, mas também as grandes empresas onde também se incluem os bancos. Explica assim que “o BPI tem capacidade para fazer isso como também têm os outros bancos, como tem a EDP e Portugal Telecom”.

O responsável clarifica que numa lógica de mercado, “o que aumenta a rentabilidade é reduzir o número de pessoas e é isso que as empresas estão a fazer, mas lembra que “faz sentido ser voluntarista nessa matéria”.

“Numa óptica egoísta, se não preciso não vou contratar as 600 [pessoas desempregadas], mas como tenho a capacidade para ter as 600, entendo que essas pessoas devem ser postas ao serviço da sociedade.

“A senhoraa deputada está a contribuir é para que tenhamos uma sociedade ainda mais egoista”, contra-ataca o banqueiro que lembra que diferentemente à senhora deputada eu consigo criar postos de trabalho se me derem as condições para isso”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

Ramiro Sequeira TAP

Novo CEO da TAP diz ser vital ter “bom senso e calma” para tomar decisões

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

Ulrich: “Porque é que não se preocupa, por exemplo, com quanto ganha o treinador do Benfica?”