Seguros

Vai estudar no estrangeiro? Vá em segurança

(Imagem de Jan Vašek por Pixabay)
(Imagem de Jan Vašek por Pixabay)

Novo produto da Tranquilidade é especialmente dirigido a alunos de Erasmus.

Perto de 21 mil estudantes. Foi a quantidade que universitários portugueses que decidiram passar um período do curso a estudar fora, no ano em que o Erasmus registou o maior número de participantes em todos os países aderentes: um total de 800 mil.

Os números são da União Europeia e revelam a dimensão de um programa com cada vez mais adeptos – e que já apoia quem quer estudar, mas também receber formação ou fazer voluntariado. É precisamente a pensar nos jovens portugueses que decidem passar um período da sua vida universitária fora do país que se debruça agora a Tranquilidade, lançando um seguro de acidentes pessoais para alunos a estudar no estrangeiro.

“Além da cobertura de morte ou invalidez permanente, inclui responsabilidade civil, assistência garantida em qualquer parte do mundo, pagamento de despesas médicas, proteção para computador e tablet e uma cobertura opcional contra atos de terrorismo”, explica a companhia, que neste verão trocou de mãos, deixando o fundo Apollo para integrar o grupo italiano Generali.

Leia aqui sobre o negócio da Tranquilidade

“Trata-se de um seguro feito à medida de cada estudante, consoante as suas necessidades e disponibilidade financeira, que pode ter a duração de três, seis ou 12 meses. Uma segurança também para os pais dos alunos segurados que contam com a experiência e o apoio da Tranquilidade para proteger os seus filhos, quando estão longe de casa”, adianta a seguradora, que assina este produto com o slogan “um seguro que fala a tua língua”.

Ainda a pensar nos estudantes universitários, a companhia está ainda a reeditar a campanha “Quem se esforça sempre ganha” que oferece um seguro Vida Mais Cool por um ano a todos os jovens acabados de graduar no secundário com pelo menos 18 valores. “Estes alunos só têm de ir à página vidamaiscool.tranquilidade.pt para aderirem, até final de 2019″.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa. JOÃO RELVAS/POOL/LUSA

Centros comerciais e Lojas do Cidadão em Lisboa encerrados até 04 de junho

O primeiro-ministro, António Costa
RODRIGO ANTUNES/POOL/LUSA

Governo quer fazer testes em massa a trabalhadores temporários na Grande Lisboa

Fotografia: D.R.

Teletrabalho continua obrigatório para grupos de risco e pais sem escola

Vai estudar no estrangeiro? Vá em segurança