OE2018

Vales sociais vão ajudar a pagar despesas com transportes

Avanza foi a empresa escolhida para ficar com a concessão da Carris e do Metro de Lisboa

As despesas com transportes públicos também vão poder ser apoiadas pelos vales sociais atribuídos pelas empresas aos seus funcionários

O Governo pretende alargar a atribuição dos ‘vales sociais’, passando a permitir o apoio aos trabalhadores que utilizem transportes públicos. Os “vales mobilidade” juntam-se, assim, aos “vales infância” e “vales educação” a partir de 1 de janeiro de 2018, de acordo com a versão preliminar da proposta de lei do Orçamento do Estado para 2018 a que o Dinheiro Vivo teve acesso.

A proposta pretende, assim, potenciar “a adoção de formas de mobilidade sustentáveis, que promovam a descarbonização da economia e fomentem a transformação cultural necessária ao atingimento das metas do Acordo de Paris”, mostra o documento datado de dia 10 de outubro.

São elegíveis para estes vales ou cartões os serviços de transporte público, coletivo e individual e ainda um veículos descaracterizados de passageiros ou serviços de aluguer de curta duração tipo car-sharing ou bike-sharing e ainda serviços de transporte coletivo de crianças.

“A emissão do vale social ‘Vale de Mobilidade’ está limitada ao valor máximo de € 2750, por titular e ano civil”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: NUNO FOX/LUSA

Costa: “Depois deste ano nada poderá ficar como antes”

Mário Centeno, ministro das Finanças, com Pierre Moscovici, comissário europeu. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Governo promete a Bruxelas ser bom aluno em 2018

António Mendonça Mendes, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais

Mínimo de existência acaba com IRS para 54 mil recibos verdes

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Vales sociais vão ajudar a pagar despesas com transportes