Vendas de carros afundam 59% com novo confinamento geral

Considerando todo o mercado, a quebra é de 53,6% face a fevereiro de 2020 e no acumulado do ano registou-se uma quebra de 42,7%, revelam os dados da ACAP.

As vendas de carros recuaram 59% em fevereiro, comparando com o mesmo mês do ano passado, revelou esta segunda-feira Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

"Em fevereiro de 2021 foram matriculados, pelos representantes legais de marca a operar em Portugal, 8311 veículos ligeiros de passageiros, ou seja menos 59,0 por cento do que em igual mês do ano anterior", refere o comunicado da ACAP, acrescentando que "nos dois primeiros meses do ano as matrículas de veículos ligeiros de passageiros totalizaram 18 340 unidades, o que se traduziu numa variação negativa de 47,1 por cento relativamente a período homólogo de 2020."

O segmento dos ligeiros de passageiros foi o que sentiu maior impacto, que poderá ter explicação no encerramento dos concessionários automóveis desde a segunda quinzena de janeiro. A queda no segundo mês do ano foi de 59%, muito acima dos 17,8% dos ligeiros de mercadorias. Apenas no segmento dos veículos pesados se verificou um crescimento de 19,2%.

"O mercado de ligeiros de mercadorias registou, em fevereiro de 2021, uma evolução desfavorável, tendo decrescido 17,8% face ao mês homólogo do ano anterior, situando-se em 2041 unidades matriculadas", detalha a ACAP. "Em termos acumulados, no período de janeiro a fevereiro de 2021 o mercado atingiu 4139 unidades, o que representou uma queda de 18,5 por cento face ao período homólogo do ano anterior", acrescenta.

Apenas os veículos pesados escaparam à razia no mercado automóvel. Este segmento, que engloba veículos de passageiros e de mercadorias, verificou-se um crescimento de 19,2% em relação ao mês homólogo do ano anterior, tendo sido comercializados 347 veículos desta categoria. No acumulado dos dois primeiros meses do ano, foram matriculados 732 veículos, "o que representou uma queda do mercado de 5,8 por cento relativamente ao período homólogo de 2020", refere a associação.

Em termos de vendas de ligeiros de passageiros, a Peugeot liderou no segundo mês do ano com 1581 unidades vendidas, seguindo-se a Mercedes com 853 veículos transacionados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de