bancos centrais

Veterano da banca de investimento vai liderar a Fed

Jerome Powell, presidente da Fed. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts
Jerome Powell, presidente da Fed. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts

Jerome Powell está no Conselho de Governadores da Fed desde 2012. É republicano e fez carreira na banca de investimento.

Donald Trump tem tendência a nomear pessoas com elevadas fortunas pessoais para cargos-chave. E a história repetiu-se na corrida à presidência do banco central mais influente do mundo. A escolha incidiu em Jerome Powell, membro do Conselho de Governadores do banco central desde 2012. Tem uma fortuna pessoal de 55 milhões de dólares, segundo a Bloomberg.

Antes de ser escolhido para o banco central, o advogado de formação fez carreira na banca de investimento, passando pela Dillon Read e pela Carlyle. E apesar de defender uma maior eficiência na regulação, o que indicia que poderá ter uma visão mais suave para as regras que os bancos terão de seguir, é apoiante das leis colocadas em práticas após a crise financeira. “Powell é, provavelmente, mais amigável do ponto de vista regulatório”, comentam os economistas do RBC Capital Markets numa nota a investidores.

Os analistas da IHS Markit especificam que Powell quer diminuir algumas restrições na negociação dos próprios bancos nos mercado financeiros e tornar os testes de stress mais transparentes.

Já na condução da política monetária os analistas antecipam que Powell irá garantir a continuidade. A atual presidente da Fed, Janet Yellen, tem indicado que as taxas de juro na maior economia do mundo irão subir de forma gradual. E as posições da ainda líder do banco central têm sido partilhadas por Powell. “Será uma extensão natural de Yellen já que a política monetária não está a pedir uma abordagem diferente”, dizem os economistas do RBC Capital Markets.

Essa abordagem de política monetária tem ajudado as bolsas americanas a baterem sucessivos recordes, algo que Donald Trump menciona frequentemente como um sinal de confiança económica na sua presidência.

Powell chegou à Reserva Federal em 2012 pela mão de Barack Obama. O antigo presidente nomeou o republicano para garantir um consenso alargado para outras escolhas para o banco central. Irá agora substituir Janet Yellen, que chega ao final do mandato em fevereiro do próximo ano. No entanto, a escolha ainda terá de passar pelo Senado.

Para os analistas da IHS Markit, “Powell é provavelmente bem visto tanto pelos Democratas como pelos Republicanos, mas num ambiente político altamente turbulento, as surpresas não devem ser excluídas”.

Atualizada às 21:14

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Joao Silva/ Global Imagens)

Preço das casas aumentou 1,7% em novembro

Kristalina Georgieva, diretora-geral do FMI. Fotografia: EPA/MICHAEL REYNOLDS

FMI corta crescimento dos maiores parceiros de Portugal: Espanha e Alemanha

Isabel dos Santos  EPA/TIAGO PETINGA

Isabel dos Santos: Angola escolheu um caminho em que “todos vão ficar a perder”

Veterano da banca de investimento vai liderar a Fed