Banco de Portugal

Viana e Aveiro são os distritos mais exportadores do país

António Costa, primeiro-ministro, numa empresa em Paredes de Coura. Fotografia: Estela Silva/LUSA
António Costa, primeiro-ministro, numa empresa em Paredes de Coura. Fotografia: Estela Silva/LUSA

Sector exportador tem 23,5 mil empresas (6% do total em Portugal), sendo responsáveis por um terço do volume de negócios e um quarto do emprego.

Em 2016, mais de metade da faturação das empresas dos distritos de Viana do Castelo e Aveiro vem de atividades exportadoras, dimensão que não tem paralelo em mais nenhuma região. O mesmo acontece na importância do emprego no sector exportador (mais de um terço do total), juntando-se Braga a esse grupo.

De acordo com um novo estudo do Banco de Portugal intitulado “Análise das empresas do sector exportador em Portugal 2007-2016”, divulgado nesta quarta-feira, “o peso do setor exportador era mais significativo nos distritos de Viana do Castelo e de Aveiro: 52% e 51% do volume de negócios gerado pelas empresas com sede nestes distritos, respetivamente, tinha origem em empresas exportadoras”.

O norte vence destacado no capítulo da faturação dos exportadores sedeados nas respetivas regiões. Além de Viana e Aveiro, em Braga o peso do sector exportador já vai em quase 45,4% do total das vendas do distrito. Em Bragança, o peso era de 45% em 2016, indica o trabalho do banco central.

A média nacional é de 33,9%. Lisboa e Porto são dos distritos com menor intensidade exportadora (29,7 e 34,9%, respetivamente.

Também em 2016, acontece algo parecido no emprego. Aveiro lidera, com o seu sector exportador a valer 41,2% do emprego total da região, logo seguido de Braga (35,6%) e Viana do Castelo (33,9%).

A média nacional é, uma vez mais, muito baixa: as atividades exportadoras representam apenas 23,4% do emprego total. Em Lisboa, a percentagem é 16,9%; no Porto é 27,1%.

O Banco de Portugal não explica, mas um estudo recente da CCDR-Norte dá algumas pistas.

Diz que Melgaço é o segundo maior exportador do Norte em borrachas e pneus. Valença e Monção lideram o top 10 das vendas de materiais metálicos.

Caminha é o maior exportador de peixe. Arcos de Valdevez é um dos maiores exportadores de materiais plásticos.

Vila Nova de Cerveira é o segundo maior exportador de para veículos automóveis, seguida de Paredes de Coura e de Ponte de Lima. Viana do Castelo é líder na exportação de aparelhos eletrónicos.

Apenas 6% das empresas são exportadoras

Em 2016, o sector exportador contava com 23,5 mil empresas (6% do total das empresas em Portugal), sendo “responsáveis por um terço do volume de negócios e cerca de um quarto das pessoas ao serviço do total das empresas”, diz o Banco de Portugal.

“O número de empresas exportadoras aumentou 42% entre 2007 e 2016”, sendo que essas 23,5 mil empresas exportadoras representaram 34% da faturação nacional e 23% do emprego total.

“Atendendo ao volume de negócios, o peso do sector exportador aumentou 7 pontos percentuais em relação a 2007”, refere o estudo.

O sector dos exportadores é claramente dominado pelas chamadas indústrias transformadoras. Estas são 15% do número de empresas, valem 71% do volume de negócios nacional e 55% do emprego total.

“O volume de negócios das empresas exportadoras tem demonstrado maior dinamismo, mas diminuiu em 2016”, também “foram mais rentáveis do que as restantes empresas, embora em 2016 a diferença se tenha atenuado”. “As empresas do sector exportador apresentaram maior autonomia financeira”, refere o BdP.

“São consideradas empresas exportadoras as entidades cujas exportações correspondem a pelo menos metade do volume de negócios ou a 10% do volume de negócios caso as exportações excedam os 150 mil euros”, diz a definição oficial.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE, João Proença, durante a sua audição na Comissão de Saúde, na Assembleia da República, em Lisboa, 27 de fevereiro de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

ADSE já enviou novas tabelas de preços aos privados para negociação

Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu. REUTERS/Kai Pfaffenbach

BCE discutiu pacote de medidas para estimular economia na reunião de julho

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Outros conteúdos GMG
Viana e Aveiro são os distritos mais exportadores do país