vistos gold

Vistos gold: Investimento desce 5% em abril

chineses

Iinvestimento captado recuou para 78 milhões de euros, de acordo com os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ recuou 5% em abril em termos homólogos, para 78 milhões de euros, de acordo com os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Em abril, o investimento resultante da Autorização de Residência para a atividade de Investimento (ARI), mais conhecido por vistos ‘gold’, totalizou 78.069.068 euros, uma descida de 5% face ao mesmo mês de 2016 (82.413.310,20 euros) e de 59% relativamente a março, altura em que o montante arrecadado atingiu 192.493.840,26 euros.

Do total do investimento angariado no mês passado, a maioria continua a ser proveniente da aquisição de bens imóveis (70.729.563 euros), com a transferência de capital a totalizar 7.339.505 euros.

Em abril, foram atribuídos 122 ‘vistos dourados’, dos quais 115 por via do requisito da aquisição de bens imóveis e sete por via da transferência de capital.

Dos 115 atribuídos mediante a compra de bens imóveis, foram concedidos em abril mais três ARI para reabilitação urbana, no âmbito das novas regras de concessão, em vigor há mais de um ano e meio (desde setembro de 2015).

Até final de abril tinham sido atribuídos 24 vistos ‘gold’ para reabilitação urbana, sendo que o primeiro do género foi concedido há quase um ano (julho de 2016).

Nos primeiros quatro meses do ano, o investimento captado foi de 511,33 milhões de euros, mais 62,8% do que no período homólogo do ano passado (313,95 milhões de euros).

Em termos acumulados – desde que os ‘vistos dourados’ começaram a ser atribuídos, em 08 de outubro de 2012, até abril último -, o investimento total captado com as ARI atingiu 3.078 milhões de euros. Deste total, 2.772 milhões de euros foram captados por via da compra de bens imóveis e 305,69 milhões euros através da transferência de capital.

Desde a criação deste instrumento, que visa a captação de investimento, foram atribuídos 5.003 ARI: dois em 2012, 494 em 2013, 1.526 em 2014, 766 em 2015, 1.414 em 2016 e 801 este ano.

Em termos acumulados, até abril foram concedidos 4.712 vistos pelo requisito da aquisição de bens imóveis, 284 por transferência de capital, e sete pela criação de, pelo menos, 10 postos de trabalho.

A China lidera a lista de ARI atribuídas (3.376 até abril, seguida do Brasil (403), África do Sul (180), Rússia (173) e Líbano (99).

As novas regras para a obtenção de vistos ‘gold’, que alargaram os critérios de investimento para cidadãos fora da União Europeia a áreas como reabilitação urbana e ciência, entre outras, entraram em vigor em 03 de setembro de 2015.

Desde 2013 foram atribuídas 8.130 autorizações de residência a familiares reagrupados: 576 em 2013, 2.395 em 2014, 1.322 em 2015, 2.344 em 2016 e 1.493 em 2017.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lear Corporation

Há mais de 800 mil portugueses a trabalhar por turnos

Alexandra Leitão, ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública. (António Pedro Santos / Lusa)

Governo vai reservar verba para financiar pré-reformas no Estado

Rui

“Se Rui Rio ganhar as eleições do PSD este Governo dura quatro anos”

Outros conteúdos GMG
Vistos gold: Investimento desce 5% em abril