Von der Leyen: Instrumento "SURE é um escudo para os trabalhadores e empresas"

António Costa e Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, apresentam em Lisboa os Planos de Recuperação para Portugal e Europa.

No segundo dia de visita a Portugal, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, junta-se a António Costa para a apresentação das linhas gerais dos Planos de Recuperação e Resiliência para a União Europeia e Portugal.

"As vossas prioridades e ambições espelham aquilo que a União Europeia quer", afirmou Von der Leyen, na apresentação na Fundação Champalimaud, referindo-se a pontos já várias vezes destacados, como a aposta na transição digital e na transição climática.

A presidente da Comissão Europeia sublinhou que o progresso português até ao momento da crise pandémica "não pode ser posto em risco". Neste campo, Von der Leyen destacou o papel do instrumento SURE, que garantirá a Portugal 5,9 mil milhões de euros, para financiar as medidas aplicadas para salvaguardar empregos. "As empresas não têm de despedir as pessoas, graças ao SURE podem manter os trabalhadores, manter as competências."

"O SURE é um escudo para os trabalhadores e empresas", destacou.

"O período que estamos a viver é muito difícil. E isso não é diferente aqui do que no resto da Europa ou do mundo. As pessoas deste país mostraram responsabilidade, mas as pessoas estão cansadas e querem avançar. Portugal é um país de exploradores, pioneiros que nunca tiveram medo de se aventurar pelo desconhecido."

Von der Leyen destacou ainda que Portugal está numa posição vantajosa para ter acesso aos fundos da União Europeia, sublinhando que o caso português poderá ser um exemplo para os congéneres europeus.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de