Voos diretos entre a China e a Alemanha já são mais de 60 por semana

Alemanha e China demonstram "laços sólidos"
Alemanha e China demonstram "laços sólidos"

Mais de sessenta voos diretos ligam semanalmente várias cidades da Alemanha e da China, ilustrando as crescentes relações económicas sino-germânicas e os "sólidos laços" entre os dois países, salientou hoje o jornal China Daily.

O número foi divulgado a propósito da visita que a chanceler Angela Merkel está a efetuar à China desde domingo e que constitui a sua sétima viagem àquele país em apenas nove anos.

A Alemanha é o maior parceiro comercial da China na Europa e o país da União Europeia que mais investe na nova potência emergente na Ásia Oriental, mas as relações sino-germânicas são também intensas no plano social.

Segundo refere o China Daily, o número de turistas chineses que visitam a Alemanha aumenta 20% ao ano, tendo atingido os dois milhões em 2012, disse ao China Daily o embaixador alemão na China, Michael Clauss.

Mais de 30.000 chineses estudam atualmente na Alemanha e cerca de 5.400 alemães fazem o mesmo na China, indicou o mesmo jornal.

Leia também: Lufthansa assina parceria com Air China para melhorar tráfego para a Ásia

De acordo com estatísticas da embaixada da China em Berlim, cerca de 2.300 empresas chinesas operam na Alemanha – nomeadamente nas áreas financeira, aviação, telecomunicações e maquinaria – num investimento global estimado em 4 mil milhões de dólares (2,94 mil milhões de euros).

Por outro lado, mais de 8.200 empresas alemãs já investiram na China 20 mil milhões de dólares (14,7 mil milhões de euros).

Em 2013, o comércio sino-alemão somou 161,56 mil milhões de dólares (116,17 mil milhões de euros) – , quase um terço das trocas comerciais entre a China e o conjunto da União Europeia – colocando a Alemanha no sexto lugar dos parceiros da China, a seguir aos Estados Unidos, Hong Kong, Japão, Coreia do Sul e Taiwan.

A presença alemã na China é particularmente evidente nas ruas e avenidas das grandes cidades.

Este ano, as vendas de automóveis na China deverão subir para 17 milhões de unidades, quatro milhões das quais fabricados por empresas alemãs, prevê o China Daily.

Angela Merkel, 60 anos, assumiu a chefia do governo alemão em 2005 e desde então visitou a China sete vezes.

Os líderes chineses são também visitantes assíduos da Alemanha. O presidente Xi Jinping foi recebido em Berlim em março passado e o primeiro-ministro, Li Keqiang, em maio de 2013

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), e o primeiro-ministro, António Costa (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Presidente já tem nomes dos novos ministros

Agricultura

Salários agrícolas disparam no Algarve e Lisboa

twitter-mobile-app-ss-1920-960x540_c

Twitter pia mais fino, milhões de utilizadores voaram

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Voos diretos entre a China e a Alemanha já são mais de 60 por semana