Zome Now. A solução para reservar imóveis com um clique

A Zome registou, em 2019, um volume de vendas de 647 milhões de euros, com um total aproximado de 5500 transações.

O Zome Now é a mais recente aposta da imobiliária portuguesa Zome e vem dar resposta a uma das necessidades do momento: a compra e reserva online de imóveis. A solução, que estava a ser trabalhada há vários meses e que sai agora para o mercado, "garante que os negócios imobiliários possam continuar a ser concretizados com a máxima segurança. A distância é só física, porque o acompanhamento será tão próximo como era antes”, assegura Patrícia Santos, CEO da rede imobiliária portuguesa.

Este novo serviço, que prevê um investimento total da ordem dos 350 mil euros, está para já na sua versão 1.0. Mas, como frisou Patrícia Santos, "já temos uma equipa de programadores a trabalhar a tempo inteiro na versão 2.0", para entrar no mercado dentro de dois meses. Nessa altura, o Zome Now terá "ainda um maior grau de integração aos nossos clientes, consultores, serviços de suporte da Zome e aos intermediários de crédito".

Segundo a responsável, "esta ferramenta garante não só o relacionamento com distanciamento social exigido" nesta fase da pandemia, "mas também muita proximidade e acompanhamento, sendo esperado que, no pós Covid-19, incremente a produtividade e capacidade de contratação na ordem dos 60 a 70%". Como sublinha, o Zome Now é "um sistema altamente facilitador para o cliente e um grande acelerador de negócios para o consultor imobiliário".

O Zome Now apresenta possibilidades de proposta de compra e reserva direta, com procedimentos iguais em ambas as modalidades. Por exemplo, o cliente faz uma proposta, esta é submetida e, caso seja aceite pelo vendedor, são recolhidos os dados do potencial comprador. Se for necessário recurso a crédito à habitação é elaborada uma ficha financeira, sempre com acompanhamento remoto de um colaborador Zome. Logo que haja luz verde para avançar, deverá ser feito um depósito de 2500 euros que garante a realização de contrato-promessa de compra e venda no prazo de um dia útil.

Nos próximos meses, o Zome Now terá novas funcionalidades, com a interação, envio e devolução de documentos e registo de todo o histórico a decorrer numa área de acesso privado de cada cliente.

Um excelente ano

A Zome registou, em 2019, um volume de vendas de 647 milhões de euros (incluindo os imóveis que vendeu de outras imobiliárias), com um total aproximado de 5500 transações. "São números excelentes para um primeiro ano em que o nosso principal objetivo era criar uma marca e uma equipa forte e unida", diz Patrícia Santos.

"Foi um ano recheado de sucessos", em que a Zome totalizou 1200 agentes no ativo (1050 em Portugal), distribuídos por 18 hubs imobiliários: Vila Nova de Famalicão, Braga, Porto CEC, Porto - Damião de Góis, Restelo, Abóboda, Cascais, Coimbra, Leiria, Campo Pequeno, Lumiar, Figueira da Foz e Marinha Grande, Madrid, Málaga, Marbella, Burgos e Estepona.

 

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de