Zorrinho quer ação europeia para travar subida de preço da energia

"Este pico de preços é um alerta", afirmou Carlos Zorrinho, adiantando que "este não é um tempo para hesitar na aposta europeia para a transição energética, é antes uma oportunidade de responder aos seus inimigos com medidas para favorecer a dignidade das pessoas, a inovação económica e a sustentabilidade ambiental".

Assim interveio Carlos Zorrinho no debate desta manhã no Parlamento Europeu sobre os preços da energia e a importância da aposta europeia na transição energética. No mesmo dia em que o preço da eletricidade em Portugal voltou a atingir novo máximo histórico.

O eurodeputado lembrou que, se "muitos dizem que o pico nos preços é uma natural consequência do mercado e como tal têm que ser aceites", e considerando "a existência de um pico de procura" como "sinal de recuperação da economia europeia", "essa circunstância foi cavalgada por múltiplos movimentos de aproveitamento das falhas do mercado, para gerarem lucros de curto prazo ou condicionarem a transição energética a médio e longo prazo".

Defende por isso que há urgência em "travar estas dinâmicas com respostas concretas", mantendo a "aposta nas renováveis que já trazem hoje ao mercado energia limpa a preços mais baixos que os combustíveis fósseis", e fazendo uso do "mercado do carbono e fundos por ele gerados, como um recurso de emergência para fazer face à pobreza energética e apoiar as empresas em maiores dificuldades".

Em Estrasburgo, Zorrinho sublinhou ainda a importância do "investimento no desenvolvimento da capacidade de armazenagem das energias renováveis, designadamente no hidrogénio verde e nas baterias", assim como a "multiplicação das interconexões para tornar o mercado mais fluído e resistente a manobras como aquelas que hoje aqui denunciamos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de