formação

Programa UPSkill arranca com candidaturas para quem quer entrar na área das TIC

Linhas de código - programação
Linhas de código - programação

O programa UPSkill dá acesso a formação intensiva na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

Já arrancaram as candidaturas para o programa UPSkill, desenvolvido em parceria pela APDC, IEFP e CCISP. Destinado a quem queira ter uma oportunidade profissional no setor das tecnologias de informação, onde há várias vagas por preencher em Portugal, o programa disponibiliza formação intensiva na área ao longo de seis meses.

Após a formação, que é feita em áreas específicas das TI, desde linguagens de programação até cloud, os participantes podem fazer uma formação ao longo de três meses, já em contexto de trabalho, em alguma das empresas aderentes.

Nesta fase do programa o objetivo passa pela qualificação de recursos humanos para áreas como a Java, gestão de plataformas cloud ou programação em plataformas low-code, algumas das competências identificadas como necessidades do mercado. No final do processo de formação, as empresas aderentes selecionarão os profissionais a contratar.

Nesta fase de candidaturas, é reforçado que será dada prioridade a quem esteja desempregado. Caso o candidato esteja a trabalhar, é necessário assegurar a inscrição no IEFP até oito dias antes do início da formação, caso seja selecionado.

As candidaturas podem ser feitas online, através do site da iniciativa. Será elegível quem tenha, pelo menos, o 12.º ano. Depois disso, é necessário completar um conjunto de testes online e, mais tarde, completar uma entrevista presencial para validação final. É ainda importante o domínio do inglês.

As formações disponíveis variam consoante a localização geográfica (Braga, Castelo Branco, Guarda, Santarém/Leiria, Lisboa, Porto, Setúbal ou Viseu). É em Lisboa e Porto que é disponibiliza a maioria das formações.

O Programa UPSkill – Digital Skills & Jobs resultou de um acordo assinado entre a APDC, o IEFP e o CCISP, no âmbito da terceira conferência do INCoDe.2030, realizada em março deste ano. Conjuga, desta forma, o tecido empresarial, através da APDC, os Institutos Politécnicos, como polos formativos, e o IEFP, enquanto entidade que tem por missão promover a criação e a qualidade do emprego em Portugal. Para a formação a ministrar em Lisboa, esta parceria vai ainda contar com a Universidade Nova de Lisboa e com o ISCTE, que se juntam ao projeto, é indicado em nota de imprensa.

“Este programa evidencia claramente a vontade de as empresas encontrarem novas formas de aumentar a sua competitividade, dando resposta à falta de profissionais qualificados, que é uma realidade crescente, reforçando por esta via a sua força de trabalho e a sua capacidade operacional. A iniciativa contribui, simultaneamente, também para a qualificação de pessoas nas zonas do interior e para a diminuição do número de desempregados, que está de novo a subir, na sequência da pandemia da covid-19”, refere Rogério Carapuça, Presidente da APDC.

“O envolvimento da rede de Institutos Superiores Politécnicos no Programa UPSkill evidencia bem a disponibilidade e a capacidade de formação à medida que existe neste momento, em consequência de uma crescente aproximação às empresas e às suas necessidades em termos de Talento. Estamos apostados em reconverter recursos humanos em TIC, através de uma formação intensiva e de qualidade”, afirma Pedro Dominguinhos, presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos.

“Sendo o IEFP o serviço público de emprego nacional, que tem como missão promover a criação e a qualidade do emprego e combater o desemprego, a participação no UPSkill faz todo o sentido. Trata-se de um projeto de requalificação e de promoção de uma política ativa de emprego, numa estratégia de verdadeira colaboração com o tecido empresarial”, aponta António Leite, Vice-Presidente do IEFP.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Trabalhos de descarga de contentores no Porto de Sines, 12 de fevereiro de 2020. TIAGO CANHOTO/LUSA

Exportações com quebra de 17% na primeira metade do ano

Isabel Camarinha, líder da CGTP, fala aos jornalistas após audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, em Lisboa, 30 de julho de 2020. (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

CGTP. Governo nega complemento a quem esteve em lay-off sem justificação

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Programa UPSkill arranca com candidaturas para quem quer entrar na área das TIC