Justiça

Aumentam para oito os processos contra a Apple

Gigante tecnológica admitiu que abranda os iPhones mais antigos de propósito, o que levou alguns utilizadores a exigirem punições judiciais pela falta de transparência.

Em meados de dezembro, Apple confirmou a suspeita de alguns utilizadores de iPhones e admitiu que introduziu nas últimas versões do iOS um mecanismo para abrandar os iPhones 6, 6s, SE e até o 7, dando como justificação a entrega de uma “melhor experiência aos clientes, o que inclui desempenho global e prolongamento da vida dos seus dispositivos”.

Esta confissão gerou revolta entre os clientes assíduos da marca tecnológica e houve cinco utilizadores que recorreram à Justiça para exigir uma punição sobre a marca, criticando a sua falta de transparência. Agora, informa a agência Reuters, o número de ações judiciais contra a empresa de Steve Jobs que deram entrada nos tribunais federais norte-americanos já subiu para oito.

As revelações surgiram poucos dias depois das comparações feitas pelo programador John Pole, da Geekbench, onde este provou um abrandamento significativo da velocidade de processamento nos iPhones 6s e 7, alterações funcionais que, por sinal, coincidiram com a chegada do iPhone X ao mercado.

Aos jornalistas do The Verge e TechCruch, a Apple explicou a fórmula do chamada “obsolescência planeada”: “As baterias de iões de lítio tornam-se progressivamente menos capazes de suprirem as exigências de utilização em condições de frio, quando têm pouca carga ou quando são mais antigas, o que pode levar a que o aparelho se desligue inesperadamente para proteger os seus componentes eletrónicos”.

Se 2017 acabou ‘em grande’ para uma das maiores empresas do mundo, o início do próximo ano também não será fácil, visto que a empresa terá de enfrentar os seus utilizadores em tribunal e explicar-lhes, a eles e à Justiça, por que não os informou sobre os updates 10.2.1 e depois 11.1 e 11.2 do iOS e como estes iriam significar o abrandamento da performance dos seus iPhones.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens )

Englobamento agrava IRS para rendimentos ‘protegidos’ pelo mínimo de existência

(Gustavo Bom / Global Imagens )

Englobamento agrava IRS para rendimentos ‘protegidos’ pelo mínimo de existência

Salvador de Mello
( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

Saúde não pode andar “ao sabor de ventos políticos”

Outros conteúdos GMG
Aumentam para oito os processos contra a Apple