transportes

IP investe 63 milhões de euros em sinalização nas linhas de comboios

Obras no Apeadeiro de Marvila, em Lisboa.
(Gonçalo Villaverde / Global Imagens)
Obras no Apeadeiro de Marvila, em Lisboa. (Gonçalo Villaverde / Global Imagens)

Gestora da rede nacional rodoviária vai instalar sistema de sinalização e controlo em linhas do Norte a Sul do país, ao abrigo do plano Ferrovia 2020.

A IP – Infraestruturas de Portugal vai investir 63,3 milhões de euros para instalar um novo sistema de sinalização e controlo na rede ferroviária nacional. O concurso público foi anunciado esta quinta-feira, ao abrigo do plano Ferrovia 2020, e haverá cofinanciamento europeu no montante entre 40% e 85%.

Este concurso público é a primeira parte de um programa de investimento previsto para a conceção, fornecimento, montagem e manutenção de sistemas de sinalização e de controlo europeus.

A instalação de novos sistemas será realizada em várias linhas e troços de Norte a Sul do país, segundo a IP:

– Corredores Complementares: Linha do Douro, troços entre Caíde – Marco de Canaveses – Régua;

– Corredor Internacional Norte: Estação da Pampilhosa e nova Concordância da Mealhada, via de ligação entre a Linha do Norte e a Linha da Beira Alta;

– Linha da Beira Alta, troços Pampilhosa – Mangualde – Guarda – Vilar Formoso;

– Corredor Internacional Sul: Nova linha ferroviária entre Évora-Évora Norte – Ligação à Linha do Leste; e Linha do Leste, troço Elvas – Fronteira com Espanha.

De fora, para já, ficam os investimento em sinalização em grande parte da Linha do Norte, na Linha do Minho, na Linha do Algarve, na Linha de Cascais, na Linha do Oeste. A colocação de nova sinalização nestes locais irá ocorrer numa segunda fase.

Em 2019, o Governo conta executar 300 milhões de euros de despesa com as obras do plano Ferrovia 2020. Esta é a previsão de gastos para a modernização das linhas de comboio do Ministério do Planeamento e das Infraestruturas que consta do Orçamento do Estado para o próximo ano, que foi entregue no Parlamento esta segunda-feira pelo ministro das Finanças, Mário Centeno. Um terço deste valor irá contar com comparticipação de fundos europeus.

O plano Ferrovia 2020 prevê um investimento global de mais de 2 mil milhões de euros, quer para a construção de novas linhas ferroviárias, numa extensão de 214 quilómetros, quer para a modernização de linhas existentes, em cerca de 900 quilómetros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

IP investe 63 milhões de euros em sinalização nas linhas de comboios