restauração

Com ou sem culpas o Guilty by Olivier chegou ao Porto

A Boavista foi a localização escolhida para instalar o novo restaurante do chefe Olivier no Porto. Fotografia: Direitos Reservados
A Boavista foi a localização escolhida para instalar o novo restaurante do chefe Olivier no Porto. Fotografia: Direitos Reservados

O Guilty é um restaurante para quem gosta de comer. O conceito adapta-se a almoço de negócios, jantar de família ou a momento de amigos

O foodporn do Guilty acaba de abrir portas no Porto, junto ao Parque Itália, sendo o segundo restaurante do chefe Olivier da Costa na Invicta, e o terceiro da marca no país. Esta abertura é fruto de uma parceria com empresários da região.

O Guilty é um dos mais arrojados e descontraídos conceitos by Olivier, que combina com um almoço de negócios, um jantar com a família ou uma guilty hour depois do trabalho. O restaurante é para “todos os que gostam verdadeiramente de comer, sem medos nem culpa”, assegura o cozinheiro português.

O novo restaurante resulta de mais uma parceria entre Olivier da Costa e Filipe Herculano, fundador do CáBARé, e que já se associou ao chefe empreendedor na recente abertura do K.O.B. no Porto. Este novo projeto conta também com Rui Ganguinha como parceiro. Rui Ganguinha foi responsável pela abertura de espaços que marcaram a vida noturna de Braga, nomeadamente o Bar Bô Zen e as casas Dona Rosa e KeimÒdrumo,

O Guilty Porto quer ser o ponto de encontro mais hype da zona da Boavista, reunindo espíritos inquietos e bocas exigentes.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens

Número de desempregados é o mais baixo dos últimos 28 anos

Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens

Número de desempregados é o mais baixo dos últimos 28 anos

O antigo ministro das Finanças, Teixeira dos Santos ouvido na II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco. Assembleia da República, Lisboa, 19 de junho de 2019. MIGUEL A. LOPES/LUSA

As razões de Teixeira dos Santos – e aquilo que nunca soube

Outros conteúdos GMG
Com ou sem culpas o Guilty by Olivier chegou ao Porto