Tecnologia

ITSector abre em Castelo Branco e quer recrutar mais 30 colaboradores

Renato Oliveira, presidente executivo da ITSector. Foto: D.R.
Renato Oliveira, presidente executivo da ITSector. Foto: D.R.

A tecnológica especializada no desenvolvimento de projetos para a transformação digital expandiu o negócio para Castelo Branco.

A ITSector, tecnológica especializada no desenvolvimento de projetos para a transformação digital, acaba de inaugurar o sexto centro de desenvolvimento de ‘software’ em Portugal, localizado em Castelo Branco, que representa um investimento de três milhões de euros.

Esta unidade está localizada no Centro de Empresas Inovadoras de Castelo Branco (CEI) e vai arrancar com 17 trabalhadores, com a ambição de atingir os 50 no final de 2020.

“Iniciámos hoje a atividade em Castelo Branco, temos várias oportunidades de emprego a decorrer, pois queremos rapidamente chegar aos 17 colaboradores ainda em 2019. Procuramos formar uma equipa especialista em tecnologia de ponta, com grande enfoque no setor financeiro, em inteligência artificial e 5G. A perspetiva de crescimento do número de colaboradores em Castelo Branco vai continuar no próximo ano e é nosso objetivo atingir os 50 até final de 2020”, explicou Renato Oliveira, presidente do Grupo ITSector.

Fundada em 2005, na cidade do Porto, onde tem a sua sede, a ITSector é uma empresa com capital cem por cento português, sendo que o grupo, que inclui mais cinco empresas, conta atualmente com mais de 700 trabalhadores.

Em Portugal, além da presença no Porto e em Lisboa, está ainda presente em Braga, Aveiro, Bragança e, a partir de agora, em Castelo Branco. Em 2019, o grupo ITSector teve um volume de negócios superior a 34 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP sem contrato com Estado só tem dinheiro até junho

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

ITSector abre em Castelo Branco e quer recrutar mais 30 colaboradores