Inovação

Portugal Ventures investe 3,7 milhões em seis novas startups

Portugal Ventures apoia até 85% das necessidades de empreendedores em fase pré-seed, seed, startup e growth.
Portugal Ventures apoia até 85% das necessidades de empreendedores em fase pré-seed, seed, startup e growth.

Didimo, Digital Manager Guru, Doppio, LUGGit, Mercadão e a Refundit são as contempladas.

A Portugal Ventures vai investir em seis novas startups, num montante global de 3,7 milhões de euros, elevando para 28 o número de empresas em início de atividade apoiadas este ano, num total de 15,6 milhões. Didimo, Digital Manager Guru, Doppio, LUGGit, Mercadão e a Refundit são as contempladas.

“O ano de 2019, foi sem dúvida importante para a atividade da Portugal Ventures com o seu melhor registo quer no número de empresas, quer no montante de investimento, com um total de 28 startups e 15,6 milhões de euros investidos”, lê-se no comunicado da sociedade pública de capital de risco que investe em startups com sede ou atividade em Portugal e com ambição global.

A Didimo é um spin-off da Universidade do Porto que desenvolve uma tecnologia que permite criar seres humanos digitais de alta fidelidade em apenas 30 segundos, a partir de uma fotografia ou digitalização para o ‘smartphone’. A operação teve o coinvestimento da Bynd Venture Capital. Já a Digital Manager Guru é uma plataforma para quem vende ou deseja vender pela internet.

A Doppio Games, por sua vez, foi fundada em 2018 e é especializada em jogos controlados por voz. A LUGGit é uma plataforma tecnológica que, através de uma aplicação móvel (disponível em iOS e Android) permite a quem viaja requisitar em tempo real uma pessoa para lhe recolher a bagagem, guardá-la e entregá-la no sítio e hora definidos.

O Mercadão é o primeiro marketplace on demand em Portugal, com entregas em duas horas e acompanhamento em tempo-real da encomenda. A Refundit é uma plataforma para reembolso do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) para cidadãos extracomunitários, simplificando e digitalizando o atual processo que irá eliminar o papel e as filas. A operação teve o coinvestimento da Amadeus Ventures.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Não conseguiu validar as faturas para o IRS? Contribuintes têm mais um dia

O ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação das obras de arte da coleção BPN, agora integradas na Coleção do Estado, no Forte de Sacavém. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Fundo de Resolução já pagou em juros 530 milhões ao Estado e 90 milhões a bancos

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Venda do Novo Banco é “um não-assunto” para o Fundo de Resolução

Portugal Ventures investe 3,7 milhões em seis novas startups