28% dos portugueses nunca usou a Internet

Cerca de 94% das empresas tinham banda larga fixa o ano passado. 31% das grandes empresas usava serviços de cloudcomputing.

Até ao ano passado 28% dos portugueses nunca tinha usado a Internet, valor acima da média europeia que se situa nos 16%, revelou o estudo O Consumidor de Comunicações Eletrónicas, divulgado hoje pela Anacom.

Ainda assim o ano passado aumentou o número de indivíduos entre os 16 e 74 anos que usou a Internet. Um ano antes 32% dos portugueses nunca tinha usado a Internet. A distância face à média europeia é mais acentuada na população mais velha - apenas 27% usa a Internet em Portugal contra 45% na União Europeia dos 28 -, com um nível de escolaridade mais baixo (49% vs 59%), em situação de reforma (32% vs 53%) e com rendimentos mais baixos. Neste caso, alerta a Anacom, existe uma diferença de 20 pontos percentuais face à UE.

A situação começa a revelar outros contornos em segmentos da população com níveis académicos mais elevados ou mais jovens. Até aos 44 anos, o número de portugueses que usa a Internet igual a média europeia: 89%.

Em indivíduos com um nível de escolaridade mais elevado (sobretudo secundário) Portugal estava com 95,6% acima da média europeia de 83%; e no caso de indivíduos com nível académico superior apresenta 98,4% face aos 96% da média europeia.

No segmento empresarial o serviço de acesso à Internet tem vindo a crescer, tendo fechado o ano passado com 98%, acima da média da UE. "Cerca de 94% das empresas tinham banda larga fixa, mais 11 pontos percentuais que em 2011; e 68% tinham banda larga móvel, um crescimento de 29 pontos percentuais desde 2011", indica a Anacom.

No mercado português, 75% dos lares têm serviços em pacote, fruto da aposta dos operadores neste tipo de oferta: 40% tem banda larga fixa em fibra; 38% banda larga móvel e 67% têm smartphones.

Mas o nível de satisfação dos clientes com os serviços em pacote é dos menores (7,7 em 10) e revelam "maior propensão para mudar de operador". O ano passado os clientes mais satisfeitos são os do telefone fixo (8,5) e TV paga (8,4), tendo suplantado os do serviço móvel (8,3), habitualmente os mais satisfeitos.

De destacar o aumento do consumo dos serviços over-the-top (OTT) na Internet: a utilização de chamadas de voz através de aplicações como o Skype ou o Whatsapp foi de 49% no quarto trimestre, sendo serviços como instant messaging e vídeo online usados 71% e 68%, respetivamente.

Também nas empresas a utilização dos OTT subiu. "O serviço de mensagens é utilizado por 37,3% das empresas inquiridas e as chamadas de voz são utilizadas por 27,2% das empresas", refere o regulador. Já os serviços de cloud computing são usados por 11,4% das micro, pequenas e médias empresas, valor que sobe para 31% nas grandes empresas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de