5G. Licitação para operadores no mercado arranca na quinta-feira

NOS, Meo, Vodafone e Dense Air foram os operadores que apresentaram candidatura no leilão do 5G. Não são conhecidos quais os novos entrantes.

A fase de licitação do leilão do 5G para os operadores já no mercado arranca na próxima quinta-feira, tendo as empresas já sido informados pelo regulador, apurou o Dinheiro Vivo. NOS, Meo, Vodafone e Dense Air podem a partir de dia 14 avançar com as suas ofertas pelo espectro, depois da fase de licitação para novos entrantes ter terminado na passada segunda-feira. O fim do leilão do 5G está previsto até ao final de janeiro, prevendo um encaixe mínimo de 239 milhões de euros.

A fase de licitação para novos operadores terminou na passada segunda-feira, para a atribuição das frequências nas faixas dos 900 MHz e 1800 MHz, após 44 rondas. No oitavo e último dia de licitações tiveram lugar duas rondas, tendo esta fase gerado um encaixe de 84,3 milhões de euros. Para esta fase do leilão, o espetro disponível tinha um preço base de licitação de 42 milhões de euros, tendo decorrido um total de 44 rondas de licitação. A faixa dos 1800 MHz foi a mais disputada. Não são conhecidos os novos entrantes que avançaram com licitação nesta fase inicial do leilão.

A fase inicial de licitação incidiu no espetro reservado para novos operadores, uma das medidas contidas no regulamento do 5G desenhado pela Anacom para aumentar o ambiente concorrencial no sector das telecomunicações nacionais.

Agora é chegada a vez dos operadores já no mercado avançaram para a fase de licitação principal - NOS, Meo, Vodafone e Dense Air foram os operadores no mercado que apresentaram a sua candidatura ao leilão do 5G - para todas as categorias, com a exceção das B e D que tenham sido adquirida pelos novos operadores.

Disponíveis nesta fase estão seis lotes na faixa dos 700 MHz (com um valor base de licitação por lote de 19,20 milhões), quatro lotes na faixa dos 900 MHz (valor base de licitação por lote de 6 milhões), um lote na faixa dos 2,1 GHz (de dois milhões), dois lotes de 2,6 GHz (cada lote com um preço de reserva de 3 milhões) e um novo lote na faixa de 2,6 GHZ com preço base de três milhões.

Esta fase contempla ainda a licitação de 6 e 4 lotes na faixa dos 3,6 GHz - com um preço base de 0,84 milhões de euros e 0,94 milhões - mas com restrições até 5 de agosto de 2025, altura até qual se mantém a licença da Dense Air para este espetro.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de