engenharia

Abengoa convoca assembleia de acionistas para 30 de junho

Abengoa. Fotografia: Marcelo del Pozo / Reuters
Abengoa. Fotografia: Marcelo del Pozo / Reuters

A Abengoa anunciou hoje que convocou uma assembleia ordinária de acionistas para 30 de junho

A Abengoa anunciou hoje que convocou uma assembleia ordinária de acionistas para 30 de junho, sem que tenha agendado a aprovação do plano de viabilidade que está a negociar para evitar a falência.

Entre os pontos que serão tratados figuram apenas a análise e aprovação das contas, a aplicação dos resultados e a escolha do número de elementos do Conselho de Administração do grupo espanhol de engenharia e energias renováveis, além da decisão de convocar uma assembleia extraordinária no prazo de quinze dias.

Para o órgão máximo de gestão da Abengoa são apontados os nomes de Joaquín Fernández de Piérola e Ana Abaurre (Inayaba), segundo a agência Efe.

Está ainda prevista a reeleição dos administradores Ricardo Martínez e Alicia Velarde.

Os acionistas deverão aprovar a reeleição da Deloitte como auditora da Abengoa.

No início de abril, um tribunal de Sevilha concordou em aprovar o acordo de refinanciamento apresentado pela Abengoa, bem como prorrogar o prazo para que a empresa apresente toda a documentação necessária para o plano de viabilidade financeira da empresa, com o objetivo de evitar a falência.

Em março, a Abengoa alcançou um acordo de princípio com os seus credores, que incluía o perdão de 70% da sua dívida, no montante de 4,7 mil milhões de euros.

Além do Novo Banco, BPI e CGD, há 200 instituições financeiras, incluindo os maiores bancos espanhóis, que são credoras da Abengoa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, discursa na cerimónia de lançamento do Projeto de Divulgação Cultural do Novo Banco. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Banca custou ao Estado mais 1,5 mil milhões de euros em 2019, agora ajude

coronavirus portugal antonio costa

Proibidos ajuntamentos com mais de cinco pessoas. Aeroportos encerrados

O primeiro-ministro, António Costa, fala aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros após a Assembleia da República ter aprovado o decreto do Presidente da República que prolonga o estado de emergência até ao final do dia 17 de abril para combater a pandemia da covid-19, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 2 de abril de 2020. 
 MÁRIO CRUZ/POOL/LUSA

Mapa de férias pode ser aprovado e afixado mais tarde do que o habitual

Abengoa convoca assembleia de acionistas para 30 de junho