Prémio Inovação NOS

Abrir conta bancária por videochamada

A carregar player...

Ter acesso à internet é tudo quanto precisa para abrir conta. Em qualquer lado e a qualquer hora, o processo demora 15 minutos.

Sabia que pode estar em qualquer parte do mundo e abrir uma conta bancária em Portugal? E que pode fazê-lo a qualquer hora e em apenas 15 minutos? Pois bem, desde julho do ano passado que este cenário é uma realidade graças a uma plataforma criada pelo Banco Atlantico Europa, que assegurou a presença desta instituição nas 30 empresas finalistas do Prémio Inovação NOS.

Este projeto tem como objetivo reformular o processo de abertura de uma conta bancária, agilizando a validação de identidade, que até há pouco tempo tinha de ser feita em entidades que prestam serviços de autenticação de documentos, nomeadamente notários, advogados ou balcões dos CTT. Agora, com uma videochamada, o cliente deixa de ter de se deslocar a uma instituição para validar a sua identificação, uma vez que com este método a validação é feita pela pessoa que está do outro lado da câmara.

Francisco Pessanha, responsável pela equipa de marketing do Atlantico, explica como se faz, tendo um smartphone, tablet ou um computador ligado à internet. “O primeiro passo é fazer o download da nossa aplicação, preencher um conjunto de informações (dados pessoais, profissionais e de contacto). Depois entra-se no processo de videochamada, onde é feita a validação da identidade do cliente. Por fim, a conta é aberta e o cliente obtém o seu número e fica com o IBAN ativo para fazer uma primeira transferência quando quiser.”

O procedimento demora sensivelmente 15 minutos. Francisco Pessanha avança com um número revelador do êxito da nova metodologia: “É através deste canal que 60% dos nossos clientes nos chegam hoje, estejam eles em Portugal ou no estrangeiro.” Pedro Leitão, o administrador do Atlantico, enfatiza esta questão além-fronteiras. “Nós fomos pioneiros neste mercado de adesão ao banco por via digital. E, no mercado português, apesar de outros colegas já terem replicado este modelo, continuamos a ser os únicos que fazem aberturas de conta em qualquer nacionalidade.” Diz terem “um portfólio de documentos aceites de 55 países e, em alguns casos, a conta abrange três titulares”. E não tem dúvidas de que “são aspetos absolutamente diferenciais” na banca.

Além de servir melhor o cliente, esta ferramenta visa obviamente a expansão do banco através da inovação. Pedro Leitão deixa claro que este projeto faz parte da estratégia de crescimento do Atlantico: “Um banco é uma empresa que precisa de clientes e nós acreditamos que a melhor forma de estar neste mercado é sermos inovadores e adquirimos clientes de forma digital. Foi nesse âmbito de expansão que, essencialmente, lançámos este projeto.”

Uma equipa de dez pessoas trabalhou a tempo inteiro nesta ferramenta. “Escolhemos um parceiro especificamente dedicado à tecnologia, mas todo o processo é interno. Esteve envolvida 25% da estrutura do banco.”

A candidatura ao Prémio Inovação NOS deu-se porque, segundo Francisco Pessanha, estamos perante “um produto inovador e que vem quebrar um conjunto de paradigmas que existem no setor bancário. Por outro lado, porque é uma referência em termos de prémios, a nível nacional”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
Abrir conta bancária por videochamada