Novabase

Acionistas da Novabase reforçam posição na empresa

Novabase

Os acionistas da Novabase passaram de 39,36% para 40,12% do capital social e correspondentes direitos de voto, segundo um comunicado enviado à CMVM.

Os acionistas da Novabase signatários do acordo parassocial em vigor reforçaram a sua posição na empresa, passando de 39,36% para 40,12% do capital social e correspondentes direitos de voto, segundo um comunicado enviado esta segunda-feira à CMVM.

De acordo com a informação remetida à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), “os acionistas da Novabase signatários do Acordo Parassocial em vigor nesta sociedade (incluindo a HNB e os seus administradores e acionistas controladores) passaram a deter um total de 12.599.206 ações da Novabase, representativas de 40,12% do capital social […] e correspondentes direitos de voto”.

A participação total é imputável aos acionistas José Afonso de Sousa, Luís Paulo Salvado, Álvaro da Silva Ferreira, João da Silva Bento e Pedro Miguel Marques de Carvalho.

José Afonso de Sousa, Luís Paulo Salvado, Álvaro da Silva Ferreira e João da Silva Bento “são acionistas controladores e administradores da HNB, tendo celebrado um acordo parassocial tendo por objeto a totalidade do capital social desta sociedade”, lê-se na informação divulgada.

A HNB detém 33,44% dos direitos de voto da Novabase, correspondentes a 10.501.589 ações.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, fala perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

Constâncio: Risco para a estabilidade no crédito a Berardo era “problema da CGD”

Outros conteúdos GMG
Acionistas da Novabase reforçam posição na empresa