Telecom

Ações da ZTE caem 39% após retomar negociações em bolsa

Fotografia:. REUTERS/Carlo Allegri
Fotografia:. REUTERS/Carlo Allegri

As ações da gigante chinesa ZTE caíram hoje 39%, após a empresa retomar as negociações na bolsa de Hong Kong, ao fim de dois meses de suspensão.

As ações do gigante chinês das telecomunicações ZTE caíram hoje 39%, após a empresa retomar as negociações na bolsa de Hong Kong, ao fim de dois meses de suspensão, devido a problemas legais nos Estados Unidos.

Na bolsa de Shenzhen, onde o grupo tem sede, as ações recuaram 10%, o máximo permitido pelo regulador chinês antes de as negociações serem suspensas.

Em abril, o Departamento de Comércio dos EUA proibiu as empresas norte-americanas de venderem componentes à fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicação.

A proibição, válida por sete anos, surgiu como resposta a um caso de violação das sanções norte-americanas pela ZTE na venda ilegal de produtos de tecnologia para o Irão.

Na semana passada, no entanto, a empresa chegou a um acordo para levantar as medidas, a troco de uma multa de mil milhões de dólares (852 milhões de euros) e uma remodelação da sua direção.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
luzes, lâmpadas, iluminação

Perguntas e Respostas: IVA desce na eletricidade e gás natural

24/04/2019 - Decorre esta tarde a Assembleia Geral da EDP na Sede da EDP na Av 24 de Julho
Shengliang Wu e Luís Amado
(Diana Quintela / Global Imagens)

OPA chinesa à EDP está morta. Acionistas ditam extinção da operação

A Provedora da Justiça, Maria Lúcia Amaral (Gerardo Santos / Global Imagens)

Atrasos nas pensões: PSD quer ouvir Provedora de Justiça com urgência

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Ações da ZTE caem 39% após retomar negociações em bolsa