aviação

ACT notificou Ministério Público por irregularidades nas greves da Ryanair

Fotografia: JOSE COELHO/LUSA
Fotografia: JOSE COELHO/LUSA

Foram enviadas notificações ao Ministério Público (MP) neste âmbito, por se considerar que são questões com "matéria penal".

A Autoridade para a Condições do Trabalho (ACT) remeteu para o Ministério Público autos por violação da lei da greve nas paralisações da Ryanair, por “substituição de grevistas” e “coação”, segundo a inspetora-geral, Luísa Guimarães.

A responsável, que está numa audição conjunta da comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas e da comissão de Trabalho e Segurança Social sobre a atuação da ACT nas três greves dos trabalhadores da companhia aérea ‘low cost’, deu conta de dois autos por violação da lei que impede a substituição de grevistas e três autos de coação sobre os trabalhadores levantados nessa altura por inspetoras da ACT.

A responsável adiantou ainda que foram enviadas notificações ao Ministério Público (MP) neste âmbito, por se considerar que são questões com “matéria penal”.

Entretanto, a ACT está a realizar uma ação inspetiva mais aprofundada sobre outras questões apontadas pelos trabalhadores, como seja a parentalidade, remunerações e horários de trabalho.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
psp

Governo prevê poupar 3 milhões com fardas de militares e polícias

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: Maria João Gala / Global Imagens

Gastos com gabinetes sobem quase 2%

Pequim gostaria de trabalhar com Washington

Portugal e China discutem comércio e investimento em Pequim

Outros conteúdos GMG
ACT notificou Ministério Público por irregularidades nas greves da Ryanair