Mundial 2018

Adeus de Neymar ou despedida da Rússia? Portugueses preferiram ver…

Lisboa, 06/07/2018 - Reportagem na Arena Portugal, instalada no terreiro do Paço em Lisboa, onde será transmitido o jogo do Mundial 2018 que opõe Brasil vs Bélgica.

( Álvaro Isidoro / Global Imagens )
Lisboa, 06/07/2018 - Reportagem na Arena Portugal, instalada no terreiro do Paço em Lisboa, onde será transmitido o jogo do Mundial 2018 que opõe Brasil vs Bélgica. ( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

Mesmo sem jogos da Seleção, jogos dos quartos de final permitiram à estação pública alavancar audiências

A despedida de Neymar do Mundial foi vista por cerca de 2,7 milhões de telespectadores, tendo sido acompanhada em média por 1,3 milhões. A partida que ditou o afastamento da Seleção brasileira pela equipa belga garantiu à RTP1 um share de 45,7% durante o período de transmissão.

A partida, que terminou por 2-1 entrou directamente no TOP 5 dos jogos mais vistos do Mundial até ao momento. A Sport TV1 transmitiu em simultâneo este jogo, registando uma audiência média de 57 mil telespectadores.

Na estação pública o interesse dos portugueses pelo jogo foi aumentando ao longo da partida, a segunda parte foi o “momento mais visionado, já que registou uma audiência média de 1,6 milhões comparativamente aos 1,1 milhões da primeira parte”, refere a Initiative/Mediabrands. O momento mais visto deu-se já perto do apito final, quando 1,9 milhões de telespectadores viram a Seleção Brasileira dar o tudo por tudo para tentar levar a partida a prolongamento.

O afastamento da Rússia por grandes penalidades também foi um dos jogos mais vistos. “O jogo foi transmitido em direto na RTP1 pelas 19 horas e contou com uma audiência média de 1,2 milhões de telespectadores, a que correspondeu um share de 41%. Em termos de audiência total, perto de 3 milhões de portugueses assistiram ao jogo no lar”, destaca a Initiative/Mediabrands.

 Goalkeeper Danijel Subasic of Croatia saves the penalty of Fedor Smolov of Russia during the FIFA World Cup 2018 quarter final soccer match between Russia and Croatia in Sochi, Russia, 07 July 2018. (RESTRICTIONS APPLY: Editorial Use Only, not used in association with any commercial entity - Images must not be used in any form of alert service or push service of any kind including via mobile alert services, downloads to mobile devices or MMS messaging - Images must appear as still images and must not emulate match action video footage - No alteration is made to, and no text or image is superimposed over, any published image which: (a) intentionally obscures or removes a sponsor identification image; or (b) adds or overlays the commercial identification of any third party which is not officially associated with the FIFA World Cup) EPA/FRIEDEMANN VOGEL EDITORIAL USE ONLY

EPA/FRIEDEMANN VOGEL EDITORIAL USE ONLY

A segunda parte foi o momento do jogo com mais audiências, com 1,3 milhões de portugueses a assistir ao duelo entre as seleções. O prolongamento, alcançou uma audiência média de 1,5 milhões de telespectadores e um share de 44.6%. “O pico máximo de audiências deu-se quando 1,6 milhões de portugueses viram o penalti vitorioso para a Croácia, apontado por Rakitic, ditando o apuramento da equipa para a fase final da competição”, descreve a agência de meios.

Na Sport TV1 o jogo registou uma audiência média de 46 mil telespectadores, sendo esta a transmissão menos vista dos quartos-de-final.

“O jogo Uruguai x França também foi transmitido na RTP1 pelas 15 horas, sendo o menos visto desta fase em sinal aberto, não beneficiando do horário de transmissão. A vitória da França sobre o Uruguai por duas bolas a zero contou com uma audiência média de 547 mil telespectadores e um share de 34.4%”, refere a agência de meios.

O jogo Suécia e a Inglaterra garantiu à Sport TV1 uma audiência total de 99 mil telespectadores e um share de 2.4%.

Impacto no share dos canais

Os jogos dos quartos-de-final do Mundial 2018 permitiriam à RTP1 liderar em termos de share nos dias 6 e 7 de julho. “A SIC e a TVI caíram neste indicador, em virtude do interesse que os jogos desta fase da competição despertaram nos portugueses”, refere a Initiative/Mediabrands.

No dia 6, a RTP1 atingiu um share total dia de 21.5%, o que significou uma subida de 6.9 pontos percentuais face à média do mês de maio e de 5.2 pontos percentuais face à média do mês de junho. “A Sport TV1 também subiu o seu share de audiências no dia 6 em 0.4 pontos percentuais e em 0.2 pontos percentuais face à média dos meses de maio e junho, respetivamente”, destaca a agência de meios.

No dia 7, a RTP1 manteve o seu share total dia acima dos 21%, registando 21.3%. “Embora a Seleção Portuguesa já não marque presença na fase mais avançada da competição, os jogos dos quartos-de- final, transmitidos pela estação pública, permitiram à RTP1 alavancar as suas audiências”, refere a Initiative/Mediabrands.

Acompanhe esta e outras análises em IPG Mediabrands Worldcup 2018

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Carteiros

CTT vão entregar cartão de cidadão em casa. Piloto arranca em Oeiras

Adeus de Neymar ou despedida da Rússia? Portugueses preferiram ver…