moda

Adidas só usa plásticos reciclados a partir de 2024

(REUTERS/Kim Kyung-Hoon)
(REUTERS/Kim Kyung-Hoon)

Esta transição também vai demorar seis anos porque o poliéster reciclado é 10% a 20% mais caro do que os materiais 'virgens'.

A Adidas só vai usar plásticos reciclados a partir de 2024 em todos os seus sapatos e roupas. Nos próximos seis anos, a marca alemã quer ser sustentável em toda a sua cadeia de valor e seguir o exemplo da marca de moda Stella McCartney.

“O nosso objetivo é vermo-nos livres de poliésteres virgens a partir de 2024”, adianta Eric Liedtke, responsável das marcas do grupo Adidas, em declarações ao Financial Times deste domingo. A transição vai durar seis anos porque quase metade do material usado pela marca alemã para produzir 920 milhões de produtos é o poliéster.

A empresa de moda desportiva quer vender cinco milhões de roupas recicladas este ano e 11 milhões em 2019. Ainda assim, isto representará apenas 3% da sua produção anual de vestuário.

Esta transição também vai demorar seis anos porque o poliéster reciclado é 10% a 20% mais caro do que os materiais ‘virgens’. “Temos de garantir que fazemos as coisas de forma bastante eficiente para garantir a nossa margem. Podemos absorver alguns dos custos por cada ano, mas não de uma só vez”.

Os especialistas na indústria acreditam que esta diferença será reduzida nos próximos anos, porque cada vez mais empresas vão usar plásticos reciclados e os fornecedores vão poder aumentar a produção destes materiais em grandes quantidades.

Os alertas sobre o uso excessivo do plástico têm levado a reações de várias marcas. No início da semana, a Starbucks anunciou que quer acabar com as palhinhas de plástico até 2020. A União Europeia quer reduzir o volume de plástico consumido a nível europeu e a sua substituição por plástico reciclável.

Na distribuição, a redução dos tamanhos de embalagens, da espessura do plástico e a criação de zonas para venda a granel são algumas das medidas que já foram tomadas.

Leia aqui: O que estão a fazer os supermercados para reduzir o plástico?

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Adidas só usa plásticos reciclados a partir de 2024