Luanda Leaks

Administradores da NOS envolvidos no Luanda Leaks renunciam

Lisboa, 01/10/2013 - Decorreu esta tarde na Fundação Champallimaud a Assembleia Geral da Zon Optimus 
Isabel dos Santos, accionista da Zon Optimus e Mário Silva, Zopt
(Diana Quintela/Global Imagens)
Lisboa, 01/10/2013 - Decorreu esta tarde na Fundação Champallimaud a Assembleia Geral da Zon Optimus Isabel dos Santos, accionista da Zon Optimus e Mário Silva, Zopt (Diana Quintela/Global Imagens)

Os três gestores iam ser ouvidos na próxima segunda-feira pelo Comité de Ética da NOS que queria explicações sobre o seu envolvimento.

Os administradores não executivos da NOS envolvidos no Luanda Leaks apresentaram esta quinta-feira renúncia do cargo. Os gestores iriam na segunda-feira ser ouvidos pelo Comité de Ética da operadora.

“Nos termos e para os efeitos do artigo 248.º A do Código de Valores Mobiliários e do artigo Senhores Dr. Jorge de Brito Pereira, Dr. Mário Filipe Moreira Leite da Silva e Dra. Paula Cristina Neves Oliveira apresentaram hoje, ao Conselho Fiscal, as respetivas renúncias aos cargos de membros não executivos do Conselho de Administração desta sociedade”, anunciou a NOS.

A renúncia dos administradores indicados por Isabel dos Santos para a operadora surge depois de ter sido conhecido que o Comité de Ética e pela Comissão de Governo Societário da operadora os queria ouvir, na próxima segunda-feira, sobre o seu envolvimento no Luanda Leaks.

A companhia queria saber sobre o seu envolvimento em transferências de vários milhões de dólares dos cofres da Sonangol para o pagamento de alegados serviços de consultadoria à offshore Matter Business Solutions, com sede no Dubai, controlada por Isabel dos Santos. Um total de 115 milhões de dólares teria sido transferido de forma pouco clara.

A decisão da NOS foi conhecida depois da acionista Sonae ter admitido estar a acompanhar o caso “com atenção e preocupação”. “Neste contexto, foi desde já garantido que os órgãos competentes da sociedade estão a avaliar a situação de forma rigorosa e com sentido de urgência”, disse a Sonae.

O caso já motivou pedido de informação da CMVM à NOS. O regulador de mercados está também a analisar transações envolvendo ações da companhia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

Ursula von der Leyen. “Portugal é único e tem agora oportunidades maravilhosas”

Portugal's Prime Minister Antonio Costa speaks during presentation of the European and Portuguese Recovery and Resilience Plans, at Champalimaud Foundation, in Lisbon, Portugal, 29 September 2020. Ursula Von Der Leyen is in Lisbon for a two-day official visit. MÁRIO CRUZ/LUSA

Portugal recorrerá só a subvenções. Empréstimos só quando situação melhorar

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Von der Leyen: Instrumento “SURE é um escudo para os trabalhadores e empresas”

Administradores da NOS envolvidos no Luanda Leaks renunciam